São Miguel dos Campos: um resgate cultural na linha do tempo

Autores

  • Erica Matias dos Santos Universidade Estadual de Alagoas
  • Luciano Mendes Duarte Junior Universidade Estadual de Alagoas
  • Jhonny Kevin dos Santos Silva Universidade Estadual de Alagoas
  • Mirelly de Melo Santos Universidade Estadual de Alagoas

DOI:

https://doi.org/10.17648/diversitas-journal-v1i1.230

Resumo

RESUMO: A cidade de São Miguel dos Campos, situada na Zona da Mata alagoana, vem negligenciando a sua vasta identidade cultural ao longo dos anos. A Taieira, as lendas locais e a Feira da Ponte são apenas algumas das facetas históricas dos “miguelenses” que continuam sendo deixadas de lado e/ou se distanciando de suas características originais. Neste presente artigo visamos trazer à tona essa cultura tão esquecida e estimular a sua valorização, destacando alguns motivos que fazem com que essa desvalorização aconteça. Para isso, foi realizada coleta de dados através de entrevistas orais e revisão de literatura específica. A partir dos dados resultantes dessas análises, percebeu-se que a população miguelense não possui total conhecimento das manifestações culturais existentes em seu próprio município, bem como de boa parte dos artistas nascidos na cidade. Isso se dá porque, apesar de ter potencial e artistas talentosos, o quadro cultural de São Miguel dos Campos encontra-se adormecido e seus artistas desmotivados pela falta de incentivos e políticas públicas. Esse problema poderia ser em parte solucionado com investimentos em atrações culturais que fizessem despertar talentos artísticos da região e, claro, trazer ao conhecimento público aqueles já existentes. Compartilhamos da opinião de que um povo que não conhece a sua cultura também não conhece a sua identidade. Assim, esperamos que este trabalho possa contribuir de forma positiva e instigar novas discussões sobre esse assunto.

 

Palavras-chave: Cultura, valorização, miguelense.

 

 

ABSTRACT: São Miguel dos Campos, a city located in a region called Zona da Mata in Alagoas, has forgotten its cultural identity over the years. A dance called taieira, local legends, and the Bridge Fair are just some of the historical aspects of people from São Miguel do Campos which are put behind and/or moved away from their original features. The present article aims to bring out this overlooked culture and stimulate its appreciation, highlighting some reasons that causes its devaluation. For this, data collection was conducted through oral interviews and literature review. From the data resulting from the analysis it was noticed that people from São Miguel dos Campos has no full knowledge about cultural events that happens in their own city, as well as of the artists born in the city. It happens because, despite the city has a great artistic potential and talented artists, the cultural prospect of São Miguel dos Campos is stagnant and its artists demotivated by lack of incentives and public policies. This problem could be partly solved with investments in cultural attractions cultural attractions that arouse artistic talents of the region and, of course, to bring to public knowledge the existing artists. We share the opinion that people who do not know their culture also does not know their identity. So we hope that this work can contribute positively to instigate new discussion on this issue.

 

Keywords: Culture, Valorisation, Miguelense.

Biografia do Autor

Erica Matias dos Santos, Universidade Estadual de Alagoas

Graduando em Letras Espanhol pela Universidade Estadual de Alagoas – Campus IV, São Miguel dos Campos, Alagoas

Luciano Mendes Duarte Junior, Universidade Estadual de Alagoas

Graduando em Letras Inglês pela Universidade Estadual de Alagoas – Campus IV

Jhonny Kevin dos Santos Silva, Universidade Estadual de Alagoas

Graduando em Letras Inglês pela Universidade Estadual de Alagoas – Campus IV

Mirelly de Melo Santos, Universidade Estadual de Alagoas

Especialista em Literatura e Língua Portuguesa, Professora substituta da Universidade Estadual de Alagoas – UNEAL

Referências

Dantas, Carmen Lúcia. Alagoas popular: folquedos e danças da nossa gente. Maceió: IAM, 2013.

MOREIRA, Antonio Flavio Barbosa; CANDAU, Vera Maria. Educação escolar e cultura(s): construindo caminhos. Revista brasileira de educação, s/v, nº 23, p. 156-168, agosto, 2003.

SANTOS, José Luiz dos. O que é cultura. São Paulo: Brasiliense, 2012.

Downloads

Publicado

2016-01-01

Como Citar

Santos, E. M. dos, Duarte Junior, L. M., Silva, J. K. dos S., & Santos, M. de M. (2016). São Miguel dos Campos: um resgate cultural na linha do tempo. Diversitas Journal, 1(1), 119–123. https://doi.org/10.17648/diversitas-journal-v1i1.230