Edições anteriores

  • Realidades da educação na Pandemia Sars-Covid 19
    v. 6 n. 4 (2021)

    REALIDADES DA EDUCAÇÃO NA PANDEMIA SARS-COVID-19

    Desde os anos 1990, o setor de educação vem passando por profundas mudanças, a reboque das transformações ocorridas na estrutura produtiva, com distintos padrões de modernização setorial. A acelerada reestruturação do sistema de produção capitalista acentuou o abismo entre o topo e a base da pirâmide social, à medida que o acesso ou as barreiras de acesso a equipamentos e redes de transmissão de dados definiram um novo padrão de exclusão social.

    A Covid-19 acelerou o processo de transição de atividades presenciais para o teletrabalho, ignorando-se as barreiras estruturais de acesso a equipamentos e plataformas digitais, além do tempo de aprendizado para manuseio das novas ferramentas. Na educação, são questionáveis os resultados qualitativos da formação em todas as etapas do ensino. Ademais, as novas barreiras digitais asseguram vantagem competitiva a moradores da área urbana, com renda mais elevada e maior grau de escolaridade, aprofundando a exclusão social.

    Ainda não é possível avaliar com acuidade todos os efeitos dessa aceleração forçada, tampouco esta coletânea esgota o debate, embora traga uma excelente contribuição à compreensão do fenômeno, problematizando o processo à luz das dimensões social, cultural, política e econômica. É possível medir a qualidade do ensino comparativamente à fase pré-pandemia? Pela perspectiva dos profissionais da educação, é possível dimensionar a intensificação do trabalho, o tamanho real da jornada, o grau de invasão domiciliar e os efeitos sobre sua saúde física e mental dos envolvidos? Qual o alcance das aulas remotas, nas diferentes regiões do país? Convidamos você a embarcar nessa viagem reflexiva. Boa leitura.

    Luciana Caetano da Silva[1]

    [1] Professora da FEAC/UFAL e pesquisadora líder do GDIMT - Grupo de Pesquisa Dimensões e Dinâmica do Mundo do Trabalho.

  • A cultura e o turismo de mãos dadas com o desenvolvimento territorial
    v. 6 n. 3 (2021)

    Neste novo volume do periódico Diversitas Journal, estamos trazendo ao público científico 47 artigos produzidos no Brasil e fora, por diversas Universidades em seus diversos temas.

    Ciências Agrárias com dez artigos com importância muito grande nas subáreas de Microbiologia, Sementes, Fitopatologia entre outras. Ciências Ambientais com quatro artigos representando as subáreas de interesse biológico e preservação do ambiente. Ciências Biológicas, também com quatro artigos bem representativos da área, com importantes pontos da ciência aplicada na saúde humana e na pecuária. Ciência da Saúde com importantes textos da atualidade com intervenções na saúde e no ensino de saúde, passando pela parasitologia e endemias. Ciências Sociais Aplicadas representada em seis artigos que discutem realidades brasileiras. Educação e Ensino com nove artigos discutindo a Pandemia e as tecnologias de ensino remoto entre outros assuntos. Literatura e linguística com o artigo A literatura afro-brasileira como contribuição para uma educação antirracista: o conto A Escrava e terminando o número 3 do volume 6 Diversitas Journal, temos Zootecnia e Recursos Pesqueiros com dois artigos discutindo a formulação de rações e a higiene na coleta de leite bovino. Esperamos que faça uma boa leitura de nossos artigos.

  • Educação para o desenvolvimento socioeconômico
    v. 6 n. 2 (2021)

    Este segundo número do sexto volume traz o  Dossiê  temático  da  Diversitas Journal que possui como tema “Desenvolvimento e Sustentabilidade”. Este Dossiê foi pensado    e    conduzido    pelo    Grupo    de    Pesquisa    Centro    de    Estudos   em Ecodesenvolvimento,  Ruralidades  e  Gestão  (CEERG),  sediado  no  Campus  Sertão  da Universidade  Federal  de  Alagoas,  o  qual  vem  realizar  uma  discussão  interdisciplinar sobre  desenvolvimento  e  sustentabilidade,  seja  no  ambiente  rural  ou  urbano.  Também, visa  proporcionar  um  debate  de  ideias,  exposição  de  experiências  e  compreensão  e sistematização    de    conhecimento    no    âmbito    das    questões    que    norteiam  o ecodesenvolvimento,  as  diversas  formas  que  se  expressam  as  ruralidades  no  Brasil  e  sobre  a  gestão  dos  recursos  naturais,  a  partir  de  artigos  científicos  que  apresentam conteúdos (pesquisas) relevantes a esta discussão.

  • Práticas e reflexões sobre ensino, pesquisa e extensão
    v. 6 n. 1 (2021)

    O papel da ciência na construção de uma nova sociedade com maiores oportunidades de garantia de conforto e bem estar social apresenta-se em cada ator pesquisador em vários níveis de produção espalhados pelo país e pelo mundo. Mesmo com poucos recursos financeiros, nossos pesquisadores em cada espaço reinventa a forma de extrair seu melhor, individual e coletivo para construir um mundo melhor. O primeiro número, do primeiro volume Diversitas Journalem 2021, traz o tema: “Práticas e reflexões sobre ensino, pesquisa e extensão”. Neste sentido, a Diversitas Journal, em Alagoas, Brasil, contribui para  socialização do conhecimento cientifico, arte e cultura. Desejamos uma boa leitura dos artigos apresentados.