Pó de coco e serragem como substrato para compostagem de dejetos líquidos de suínos

Autores

DOI:

https://doi.org/10.48017/dj.v6i4.1977

Resumo

RESUMO: O presente trabalho teve como objetivo comparar a utilização de serragem e pó de fibra de coco como substratos para compostagem de dejetos líquidos de suínos, visando dar um destino a esses resíduos produzindo um composto passível de ser utilizado como fertilizante orgânico. Foi utilizado o delineamento experimental fatorial, com dois tratamentos (substrato serragem - TSE e substrato pó de coco - TCO) e quatro repetições. Foram registradas as temperaturas máxima e mínima do composto diariamente e coletadas amostras para análise química de umidade, matéria seca, carbono, nitrogênio como também o cálculo da relação C/N. Durante o experimento, as temperaturas verificadas apresentaram grande variação entre os tratamentos sendo a mínima de 25°C e a máxima 37 °C. A umidade se mostrou muito elevada no tratamento TCO (70%) sendo considerada insatisfatória para o processo de compostagem. No tratamento TSE esse valor foi de 60% e os valores de carbono orgânico e nitrogênio total alcançaram um desempenho satisfatório para a compostagem quando comparado com o tratamento TCO. A relação C/N atingiu níveis aceitáveis entre os dois tratamentos (TCO e TSE) apesar das diferenças dos níveis de C e N nos dois substratos.

PALAVRAS-CHAVE: Alternativa, contaminação ambiental, resíduo.

 

ABSTRACT: This study aimed to compare the use of sawdust and coir dust as substrates for composting of pig slurry, aiming to give a destination to this waste produces a compound that can be used as organic fertilizer. We used a factorial experimental design with two treatments (sawdust substrate - TSE and coconut coir substrate - TCO) and four replications. We recorded the maximum and minimum temperatures of the compound daily and collected samples for chemical analysis of moisture, dry matter, carbon, nitrogen as well as the calculation of the C / N. During the experiment, the temperatures recorded varied widely among treatments with a minimum of 25 ° C and maximum 37 ° C. The humidity was very high TCO in treatment (70%) is considered unsatisfactory to the composting process. In treating TSE this value was 60% and the values of organic carbon and total nitrogen reached a satisfactory performance for composting as compared with treatment TCO. The C / N ratio reached acceptable levels between the two treatments (TCO and TSE) despite the differences in the levels of C and N in the two substrates.

KEYWORDS: Alternative, environmental pollution, residue.  

Referências

DAI PRÁ, M. A. et al. Compostagem de Dejetos Líquidos de Suínos. Série Documentos, n.45. Sete Lagoas: Embrapa Milho e Sorgo, 2005.

DIESEL, R.; MIRANDA, C.R.; PERDOMO, C.C. Coletânea de tecnologias sobre dejetos suínos. Boletim informativo Embrapa, CNPSA, 31 p., Concórdia, 2002.

GATIBONI, L.C. et al. Formas de fósforo no solo após sucessivas adições de dejeto líquido de suínos em pastagem natural. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v.32, n.4, p.1753‑1761, 2008;

KIEHL, E. J. Manual de Compostagem: maturação e qualidade do composto. 3 ed. 171p. Piracicaba-SP, 2002.

KUNZ, A. et al.Tecnologias de manejo e tratamento de dejetos de suínos estudadas no Brasil. Cadernos de Ciência & e Tecnologia, v.22, n.3, p.651-665, 2005;

KUNZ, A. et al. Avaliação do manejo de diferentes substratos para compostagem de dejetos líquidos de suínos. Acta Ambiental Catarinense, v.5, n.1, p.7-19, 2008;

LI, L. M. et al. Effect of microbial consortia on the composting of pig manure. Journal of Animal and Veterinary Advances, v. 10, p.1738-1742, 2011;

MAGALHÃES, M. A. et al. Compostagem de bagaço de cana-de-açúcar triturado utilizado como material filtrante de águas residuárias da suinocultura. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v.10, n.2, p.466-471, 2006;

MARAGNO, E. S. et al. O uso da serragem no processo de minicompostagem. Engenharia Sanitária e Ambiental, v.12, n.4, p.355-360, 2007.

OLIVEIRA, P. A. V.; HIGARASHI, M. M. Unidade de compostagem para o tratamento dos dejetos de suínos. Série Documentos, n. 114. Concórdia: Embrapa Suínos e Aves. 39p. 2006.

SEGANFREDO, M. A. Gestão ambiental na suinocultura. Concórdia: Embrapa Suínos e Aves, 304p, 2007.

SEDIYAMA, M. A. N. et al. Fermentação de esterco de suínos para uso como adubo orgânico. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v.12, n.6, p.638-644, 2008;

STRAPAZZON, A. J. Avaliação da eficiência de tratamento de dejetos de suínos, utilizando um procedimento de compostagem misto em propriedade rural no Vale do Aquari, RS, Brasil. 2008. 64f. Dissertação (Mestrado) - Mestrado em Gestão e Tecnologia Ambiental, Universidade de Santa Cruz do Sul.

TIQUIA, S. M. Microbiological parameters as indicators of compost maturity. Journal of Applied Microbiology, v.99, n.4, p.816-828, 2005;

VALENTE, B. S. et al. Fatores que afetam o desenvolvimento da compostagem de resíduos orgânicos. Archivos de zootecnia, v. 58, p.59-85, 2009;

Downloads

Publicado

2021-10-19

Como Citar

Neves, C. S., Silva, T. L. da, Santos, G. de B., Ronner, M. N. B., Lima, A. dos S., Fagundes, J. L., & Barreto, M. C. V. (2021). Pó de coco e serragem como substrato para compostagem de dejetos líquidos de suínos. Diversitas Journal, 6(4), 3816–3824. https://doi.org/10.48017/dj.v6i4.1977

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)