Análise bibliométrica da produção científica sobre a gamificação no ensino de História

Autores

  • Natália Silva Farias Universidade Estadual de Alagoas
  • Francisco Soares Pinto Universidade Estadual de Alagoas

DOI:

https://doi.org/10.48017/dj.v8i4.2753

Palavras-chave:

Bibliometria, educação, ludificação, jogos educativos

Resumo

A gamificação tem se tornado cada vez mais popular como uma estratégia pedagógica em diversas áreas do conhecimento. Essa abordagem consiste em aplicar elementos de jogos em contextos de aprendizagem, com o objetivo de engajar e motivar os alunos a participarem ativamente do processo educacional. Este estudo teve como objetivo realizar uma análise bibliométrica de publicações científicas, no banco de dados Scopus, sobre gamificação no ensino de história, identificando a evolução das produções científicas sobre o tema proposto nos últimos dez anos. O presente trabalho seguiu uma metodologia de estudo bibliométrico, que consiste na análise matemática e estatística de obras literárias em determinado campo de conhecimento, buscando identificar as comunidades acadêmicas, autores e o que leva a pesquisa por determinados temas. A pesquisa é classificada como exploratória quantitativa, utilizando como critério palavras-chave voltadas ao tema Gamificação no Ensino de História. Foram encontradas 24 publicações na base Scopus, abrangendo o período de 2013 a 2022. Após a análises, constatou-se aumento significativo no número de publicações sobre o tema nos últimos anos. A Espanha o país que mais contribuiu com publicações a respeito da temática, o Brasil apresentou um número baixo de publicações. É necessário que mais pesquisas relacionadas a gamificação no ensino de História sejam realizadas, para que se possa compreender como os jogos podem influenciar no ensino de história.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Natália Silva Farias, Universidade Estadual de Alagoas

Vinculada à Universidade Estadual de Alagoas. Arapiraca, Alagoas (AL), Brasil.

Francisco Soares Pinto, Universidade Estadual de Alagoas

Vinculado à Universidade Estadual de Alagoas. Arapiraca, Alagoas (AL), Brasil.

Referências

Alves, L. R. G., Minho, M. R. S., & Diniz, M. V. C. (2014). Gamificação: Diálogos com a educação. http://repositoriosenaiba.fieb.org.br/jspui/retrieve/1750/gamificacao%20di%C3%A1logos%20cap.pdf. http://repositoriosenaiba.fieb.org.br/handle/fieb/667

Braga, L. S. M. (2018). A educação com ênfase na interdisciplinaridade. Congresso Nacional de Educação (CONEDU), Campina Grande. https://editorarealize.com.br/artigo/visualizar/45678

Brandão, C. F. (2018). La estructura y organización de la educación básica en España: Sus diferencias y similitudes con la educación básica brasileña. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, 1552–1567. https://doi.org/10.21723/riaee.unesp.v13.n4.out/dez.2018.11591

Brasil, Ministério da Eucação. (2017). Base Nacional Comum Curricular. http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_EI_EF_110518_versaofinal_site.pdf

Costa, M. A. F. (2017). Ensino de história e games: dimensões práticas em sala de aula. Appris.

Cotta Orlandi, T. R., Gottschalg Duque, C., Mori Mori, A., de Andrade Lima Orlandi, M. T., Cotta Cruz, C. A. B., Nejaim, V. M., Costa, A. K. L., Sousa, L. S., & Junior, W. M. C. (2021). Gamificação como ferramenta para melhoria do ensino aprendizagem: Uma análise bibliométrica. Cadernos UniFOA, 16(46), Artigo 46. https://doi.org/10.47385/cadunifoa.v16.n46.3455

Deterding, S., Dixon, D., Khaled, R., & Nacke, L. (2011). From Game Design Elements to Gamefulness: Defining Gamification. 11, 9–15. https://doi.org/10.1145/2181037.2181040

Fan, C., Lin, J., & Reynolds, B. (2023). A Bibliometric Analysis of Trending Mobile Teaching and Learning Research from the Social Sciences. Sustainability, 15, 6143. https://doi.org/10.3390/su15076143

Fardo, M. L. (2013). A gamificação aplicada em ambientes de aprendizagem. Revista Novas Tecnologias na Educação, 11(1), Artigo 1. https://doi.org/10.22456/1679-1916.41629

Fardo, M. L. (2013). A gamificação como estratégia pedagógica: Estudo de elementos dos games aplicados em processos de ensino e aprendizagem. https://repositorio.ucs.br/xmlui/handle/11338/457

Japiassu, R. B., & Rached, C. D. A. (2020). A gamificação no processo de ensino-aprendizagem: uma revisão integrativa. Revista Educação em Foco, 12, 49-60. https://portal.unisepe.com.br/unifia/wp-content/uploads/sites/10001/2020/03/Renato-Revista-Educac_a_o-em-Foco.pdf

Kapp, K. (2012). The gamification of learning and instruction: Game-based methods and strategies for training and education. San Francisco, CA: Pfeiffer.

Lima, T. N. (2013). História & ensino de História. Autêntica.

López-Belmonte, J., Pozo-Sánchez, S., Moreno-Guerrero, A.-J., & Lampropoulos, G. (2023). Metaverse in Education: A systematic review. Revista de Educación a Distancia (RED), 23(73), Artigo 73. https://doi.org/10.6018/red.511421

Moraes, R. de O., Igarashi, E. T., Camacho, R. R., & Marques, K. C. M. (2013). Gestão Estratégica de Custos: Investigação da Produção Científica no Período de 2008 a 2012. Anais do Congresso Brasileiro de Custos - ABC. https://anaiscbc.emnuvens.com.br/anais/article/view/131

Oliveira-Junior, J. M. B., Rocha, T. S., Vinagre, S. F., Miranda-Filho, J. C., Mendoza-Penagos, C. C., Dias-Silva, K., Juen, L., & Calvão, L. B. (2022). A Bibliometric Analysis of the Global Research in Odonata: Trends and Gaps. Diversity, 14(12), Artigo 12. https://doi.org/10.3390/d14121074

Orlandi, T. R. C., Gottschalg Duque, C., Mori Mori, A., de Andrade Lima Orlandi, M. T., Cotta Orlandi, T. R., Gottschalg Duque, C., Mori Mori, A., & de Andrade Lima Orlandi, M. T. (2018). Gamificação: Uma nova abordagem multimodal para a educação. Biblios, 70, 17–30. https://doi.org/10.5195/biblios.2018.447

Paz, M. (2018). História e gamificação: Reflexões e aplicabilidade de lúdicos no ensino de história. https://acervodigital.ufpr.br/handle/1884/66350

Pritchard, A. (1969). Statistical Bibliography or Bibliometrics? Journal of Documentation, 25, 348–349.

Rodríguez-Medina, J., Gómez-Carrasco, C. J., López-Facal, R., & Miralles-Martínez, P. (2020). Tendencias emergentes en la producción académica de educación histórica. Revista de Educación, 389, 211–242. https://doi.org/10.4438/1988-592X-RE-2020-389-460

Silva, A. R. L., Catapan, A. H., da Silva, C. H., Reategui, E. B., Spanhol, F. J., Golfetto, I. F., ... & Sartori, V. (2014). Gamificação na educação. Pimenta Cultural.

Silva, M., Hayashi, C., & Hayashi, M. C. (2011). Análise bibliométrica e cientométrica: Desafios para especialistas que atuam no campo. InCID: Revista de Ciência da Informação e Documentação, 2, 110–129. https://doi.org/10.11606/issn.2178-2075.v2i1p110-129

Traxler, J. (2005). Defining mobile learning. IADIS International Conference on Mobile Learning.

Ullah, M., Amin, S. U., Munsif, M., Safaev, U., Khan, H., Khan, S., & Ullah, H. (2022). Serious Games in Science Education. A Systematic Literature Review. Virtual Reality & Intelligent Hardware, 4(3), 189–209. https://doi.org/10.1016/j.vrih.2022.02.001

Zhu, J., & Liu, W. (2020). A tale of two databases: The use of Web of Science and Scopus in academic papers. Scientometrics, 123(1), 321–335. https://doi.org/10.1007/s11192-020-03387-8

Publicado

2023-10-14

Como Citar

Farias, N. S., & Pinto, F. S. (2023). Análise bibliométrica da produção científica sobre a gamificação no ensino de História . Diversitas Journal, 8(4), 2753–2763. https://doi.org/10.48017/dj.v8i4.2753

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.