Turistificação e a questão ambiental na zona costeira do Estado de Alagoas

Autores

  • Klévia Lima Delmiro UAB-UFAL
  • Claudionor de Oliveira Silva Instituto Federal de Alagoas-IFAL - Campus Palmeira dos ìndios

DOI:

https://doi.org/10.17648/diversitas-journal-v3i1.570

Resumo

RESUMO: Turismo, uma atividade capitalista globalizada, vem se desenvolvendo por praticamente todo o mundo. Devido sua complexidade e conexão com diversos setores da economia, acredita-se que as atividades turísticas podem dinamizar as demais atividades socioeconômicas e assim contribuir para o desenvolvimento de diversos tipos de regiões, em países subdesenvolvidos e desenvolvidos. Com base nesse entendimento, o governo vem incentivando a expansão do turismo na região nordeste do Brasil. O objetivo dessa pesquisa foi analisar as possibilidades de se alcançar o desenvolvimento sustentável com base no turismo, na zona costeira do estado de Alagoas a partir de um projeto ou politica pública que inclua a educação ambiental. O estudo adotou uma abordagem predominantemente teórica, focada na natureza do capitalismo e de suas relações com a exploração econômica dos recursos naturais através do turismo. Sempre que adequado, foram mencionados aspectos específicos do turismo na zona costeira alagoana, recorte territorial adotado no trabalho. No caso do estado de Alagoas, verifica-se que o turismo vem se expandindo de forma rápida por sua zona costeira, mas que há lugares mais densamente ocupados do que outros. Conclui-se que a despeito do uso da retórica do desenvolvimento sustentável, essa parte do território alagoano vem sendo turistificada com base no modelo do crescimento a qualquer custo.

 

Palavras-chave Educação Ambiental, Capitalismo, Desenvolvimento Sustentável.

 

 

ABSTRACT: Tourism, a globalized capitalist activity, has been developing around the world. Due to its complexity and connection with several sectors of the economy, it is believed that tourist activities can stimulate other socioeconomic activities and thus contribute to the development of different types of regions in underdeveloped and developed countries. Based on this understanding, the government has been encouraging the expansion of tourism in the northeastern region of Brazil. The objective of this research was to analyze the possibilities of achieving sustainable development based on tourism, in the coastal zone of the state of Alagoas, based on a project or public policy that includes environmental education. The study adopted a predominantly theoretical approach, focused on the nature of capitalism and its relations with the economic exploitation of natural resources through tourism. Where appropriate, specific aspects of tourism were mentioned in the coastal zone of Alagoas, a territorial cut adopted at work. In the case of the state of Alagoas, it is verified that tourism has been expanding rapidly by its coastal zone, but that there are places more densely occupied than others. It is concluded that in spite of the use of the rhetoric of sustainable development, this part of the Alagoan territory has been touristified based on the growth model at any cost.

 

Keywords: Environmental Education, Capitalism, Sustainable Development.

Biografia do Autor

Klévia Lima Delmiro, UAB-UFAL

Professora pesquisadora UAB-UFAL

Claudionor de Oliveira Silva, Instituto Federal de Alagoas-IFAL - Campus Palmeira dos ìndios

Doutorando em Ambiente e Desenvolvimento pela Universidade do Vle do Taquari-UNIVATES,RS

 

Referências

ANDERY, M. A. et al. Para compreender a ciência: uma perspectiva histórica. In: A prática, a história e a construção do conhecimento: Karl Marx (1818-1813). 6 ed. São Paulo e Rio de Janeiro: EDUC/Espaço e Tempo, 1996.

CORREIA, M. D. & SOVIERZOSKI, H. H. Ecossistemas marinhos: recifes, praias e manguezais.. EDUFAL – Editora da Universidade Federal de Alagoas, Maceió, AL, Brasil. 2005. P.55. Disponível em:< www.usinaciencia.ufal.br/docs/ Ecossistemas_Marinhos_recifes_praias_e_manguezais.pdf>. Acesso em: 02. jan. 2017.

ERA uma vez Carneiros. Turismo & Lazer. Jornal do Comercio. Recife, 2005. P.1.

MARX, Karl. O capital: extratos por Paul Lafargue. São Paulo: Conrad Editora do Brasil, 2004.

ROBERTS, P. J. Marine Environmental Protection and Biodiversity Conservation: The Aplication and Future Development of the IMO’s Particularly Sensitive Sea Area Concept. Springer-Verlag. New York. 2007. 310p.

SANTOS FILHO, J. Pesquisa quantitativa versus pesquisa qualitativa: o desafio paradigmático. In.: Pesquisa Educacional: quantidade-qualidade. 4. Ed. São Paulo: Cortez, 2015.

Downloads

Publicado

2018-03-30

Como Citar

Delmiro, K. L., & Silva, C. de O. (2018). Turistificação e a questão ambiental na zona costeira do Estado de Alagoas. Diversitas Journal, 3(1), 66–75. https://doi.org/10.17648/diversitas-journal-v3i1.570

Edição

Seção

Ciências Humanas e Sociais Aplicadas

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>