Análise do desenvolvimento da cultura do Painço (Panicum miliaceum L.) em solos onde houve o cultivo de mandioca (Manihot esculenta Crantz), com acréscimo da inoculação da solução de Hoagland

Autores

  • Luiz Eduardo Bezerra Silva Universidade Estadual de Alagoas
  • Joice Kessia Barbosa dos Santos Universidade Estadual de Alagoas
  • Nathália Oliveira de Amorim Universidade Estadual de Alagoas
  • Taynara Alves de Sousa Universidade Estadual de Alagoas
  • Mylena Estelina Gomes Cavalcante Universidade Estadual de Alagoas
  • José Crisólogo de Sales Silva Universidade Estadual de Alagoas

DOI:

https://doi.org/10.17648/diversitas-journal-v3i1.585

Resumo

RESUMO: A cultura do painço (Panicum miliaceum L.) é uma opção interessante tanto para a formação de palha para cobertura do solo quanto para a produção de grãos.  Objetivou-se através da realização deste trabalho investigar o desenvolvimento do painço em solos onde houve a cultura de mandioca (Manihot esculenta Crantz), tanto em questão de crescimento quanto de matéria verde e matéria seca, além de avaliar em solos com a predominância de quais nutrientes o painço apresenta melhor desenvolvimento. Para a realização deste trabalho foram coletadas dez amostras de solo no assentamento Santa Isabel, no município de Girau do Ponciano, as amostras foram quimicamente analisadas. O delineamento utilizado foram blocos casualizados, onde foram realizadas três repetições de cada tratamento. Para análises dos resultados foi utilizado o programa de análises estatísticas SISVAR. Nos tratamentos 010, 009 e 002, obteve-se resultados positivos em questão de matéria seca, através da análise do teste de Tukey à 5% de probabilidade em comparação com os demais tratamentos. Já se tratando de matéria verde, o tratamento 005, com suas devidas repetições, apontou resultados significativos quando comparado com os demais tratamentos. Os tratamentos 010 e 001, apresentaram resultados significantes se tratando de crescimento ao longo das sete semanas. Nota-se que o painço apresentou um desenvolvimento eficiente em questão de crescimento, matéria verde e matéria seca nos tratamentos onde se tinha uma maior disposição de fósforo e potássio. Sendo que, nos tratamentos onde se tinha baixa quantidade de tais nutrientes o desenvolvimento do painço não foi significativo.

 

Palavras-chave: Painço (Panicum miliaceum L.), desenvolvimento, predominância de nutrientes.

 

ABSTRACT: The cultivation of millet (Panicum miliaceum L.) is an interesting option both for the formation of straw for soil cover and for the production of grains. The objective of this work was to investigate the development of millet in soils where cassava (Manihot esculenta Crantz) was grown, both in growth and in green matter and dry matter, besides evaluating soils with predominance of which nutrients the millet presents better development. For the accomplishment of this work ten soil samples were collected in the settlement Santa Isabel, in the municipality of Girau do Ponciano, the samples were chemically analyzed. The experimental design was randomized blocks, where three replicates of each treatment were performed. For analysis of the results, the statistical analysis program SISVAR was used. In the treatments 010, 009 and 002, positive results were obtained in matter of dry matter, through the analysis of the test of Tukey to 5% of probability in comparison with the other treatments. When dealing with green matter, treatment 005, with its due repetitions, showed significant results when compared to the other treatments. The treatments 010 and 001, presented significant results when dealing with growth over the seven weeks. It was observed that the millet presented an efficient development in matter of growth, green matter and dry matter in the treatments where there was a greater disposition of phosphorus and potassium. In the treatments with low amount of such nutrients, millet development was not significant.

 

Keywords: Millet (Panicum miliaceum L.), development, predominance of nutrients.

Biografia do Autor

Luiz Eduardo Bezerra Silva, Universidade Estadual de Alagoas

Graduando em Ciências BIológicas Pela UNEAL, bolsista PIBIT/FAPEAL no Polo Tecnológico Agroalimentar de Arapiraca no Laboratório de Análises de Fertilidade de Solos. Monitor voluntário da disciplina de Anatomia e Morfologia vegetal.

Joice Kessia Barbosa dos Santos, Universidade Estadual de Alagoas

Estudante, Universidade Estadual de Alagoas

Nathália Oliveira de Amorim, Universidade Estadual de Alagoas

Estudante, Universidade Estadual de Alagoas

Taynara Alves de Sousa, Universidade Estadual de Alagoas

Estudante, Universidade Estadual de Alagoas

Mylena Estelina Gomes Cavalcante, Universidade Estadual de Alagoas

Estudante, Universidade Estadual de Alagoas

José Crisólogo de Sales Silva, Universidade Estadual de Alagoas

Professor Titular da Universidade Estadual de Alagoas (UNEAL)

Referências

HOAGLAND, D.R; ARNON, D.I. The waterculture method for growing plants without soil - CA: Agric. Exp. Stn., Univ. of California. Berkeley,1950.

MALAVOLTA, Eurípedes. Manual de Nutrição de Plantas. São Paulo: Agronômica Ceres, 2006.

PARKER, D.R.; NORVELL, W.A. Advances in solution culture methods for plant mineral nutrition research. In: SPARKS, D.L. (Org.). Advances in Agronomy. New York: Academic Press, 1999.

TAIZ, L.; ZEIGER, E. Fisiologia vegetal. Porto Alegre: Artmed, 2013.

VIECELLI, Clair Aparecida. Guia de deficiências nutricionais em plantas. Toledo –PR: Assoeste, 2017.

ZANCANELLA, E.F.; BONATI, J.L.; MARTUCCI, L.M.V. Novos cultivares de painço. Campinas: CATI, 2002. Disponível em: http://www.cati.sp.gov.br/novacati/tecnologias/painco/novos_ cultivares.htm. Acesso em: 08 de agosto de 2017.

ZANCANELLA, E. F.; BONATTI, J. L.; MARTUCCÍ, L. M. V. Cultura do painço: informações práticas. Campinas: CATI, 2003.

Downloads

Publicado

2018-03-30

Como Citar

Silva, L. E. B., Santos, J. K. B. dos, Amorim, N. O. de, Sousa, T. A. de, Cavalcante, M. E. G., & Silva, J. C. de S. (2018). Análise do desenvolvimento da cultura do Painço (Panicum miliaceum L.) em solos onde houve o cultivo de mandioca (Manihot esculenta Crantz), com acréscimo da inoculação da solução de Hoagland. Diversitas Journal, 3(1), 05–12. https://doi.org/10.17648/diversitas-journal-v3i1.585

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 4 5 > >>