Meliponicultura: potencialidades e limitações para a conservação de abelhas nativas e redução da pobreza

Autores

  • Leydiane da Conceição Lazarino Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia
  • Matheus Galvão Brito Universidade estadual do Sudoeste da Bahia
  • Igor Evangelista do Carmo Universidade estadual do Sudoeste da Bahia
  • Paulo Roberto Antunes de Mello Affonso
  • Raymundo José de Sá Neto Universidade estadual do Sudoeste da Bahia
  • Ana Maria Waldschmidt Universidade estadual do Sudoeste da Bahia

DOI:

https://doi.org/10.17648/diversitas-journal-v6i2-1312

Resumo

Grande parte da região Nordeste é caracterizada pela vulnerabilidade socioeconômica e crescente impactos ambientais (renda per capita mensal média de R$491,17). O objetivo deste estudo foi discutir as possibilidades e limitações da meliponicultura para a conservação das abelhas nativas sem ferrão e também como fonte de renda alternativa para redução da desigualdade social. O questionário foi respondido pelos  meliponicultores em 24 cidades da Bahia, maior estado da região nordeste, e os dados foram analisados qualitativamente. Além do interesse econômico, os meliponicultores argumentam que prezam pela conservação, ainda que as espécies mais criadas estejam entre as mais produtivas. A maioria dos criadores capturaram ninhos da natureza como forma de mitigar o efeito de ações antrópicas, a exemplo do desmatamento. O valor médio da unidade de parte dos produtos comercializados é superior à renda per capita da Bahia (R$630,45), bem como superior ao custo médio de manutenção dos meliponários. Desse modo, a meliponicultura desponta como alternativa potencial de fonte de renda e para a conservação de espécies de abelhas nativas, desde que associada a políticas públicas efetivas.

Palavras-chave: Desigualdade social, Meliponários, Meliponicultor

Downloads

Publicado

2021-05-30

Como Citar

da Conceição Lazarino, L., Galvão Brito, M., Evangelista do Carmo, I., Antunes de Mello Affonso, P. R., de Sá Neto, R. J., & Waldschmidt, A. M. (2021). Meliponicultura: potencialidades e limitações para a conservação de abelhas nativas e redução da pobreza. Diversitas Journal, 6(2), 2217–2236. https://doi.org/10.17648/diversitas-journal-v6i2-1312