Avaliação das concentrações de nutrientes e sólidos na bacia hidrográfica do Igarapé Belmont, Porto Velho/RO

Autores

DOI:

https://doi.org/10.48017/dj.v6i4.1785

Resumo

RESUMO: As atividades antrópicas alteram os processos naturais dos recursos hídricos, gerando modificações na quantidade e qualidade das águas, principalmente em bacias hidrográficas urbanas.  Neste contexto, o objetivo deste trabalho foi avaliar a qualidade da água em área antropizada e em uma floresta urbana, mediante análise de parâmetros físico-químicos na bacia do Igarapé Belmont, situado no município de Porto Velho (RO), afluente do Rio Madeira. O monitoramento foi realizado em seis pontos, a montante, a jusante e no interior da unidade de conservação, Parque Natural Municipal de Porto Velho, com frequência trimestral, nas estações chuvosa e seca, entre março a dezembro/2019. Os parâmetros analisados foram o nitrogênio (nitrito, nitrato e nitrogênio amoniacal), fósforo total e sólido total. Foram realizados o tratamento estatístico dos dados, de forma descritiva e com a aplicação da correlação de Pearson. Verificou-se forte influência temporal e espacial na qualidade das águas, com maiores concentrações no período de seca (nitrogênio amoniacal e fósforo total), no ponto de coleta inserido em área antropizada, ficaram acima do estabelecido pela resolução do CONAMA nº 357/2005. Pode-se afirmar, também, segundo o coeficiente de Pearson, que existiu forte correlação entre os sólidos totais e os demais parâmetros analisados. Com base na análise dos dados obtidos nesta pesquisa alguns nutrientes têm o aumento na concentração devido á área de influência urbana contida na bacia hidrográfica e devido ao período sazonal

PALAVRAS-CHAVE: Amazônia, Recurso hídrico, Qualidade de água.

 

ABSTRACT: Human activities alter the natural processes of water resources, generating changes in the quantity and quality of water, mainly in urban watersheds. In this context, the objective of this work was to assess water quality in an anthropized area and in an urban forest, by analyzing physical-chemical parameters in the Igarapé Belmont basin, located in the municipality of Porto Velho (RO), a tributary of the Madeira River. Monitoring was carried out at six points, one upstream, one downstream and none inside the conservation unit, Porto Velho Municipal Natural Park, with quarterly frequency, in the rainy and dry seasons, between March and December / 2019. The parameters analyzed were nitrogen (nitrite, nitrate and ammoniacal nitrogen), total phosphorus and total solid. Statistical data treatment was performed, descriptively and with the application of Pearson's correlation. There was a strong temporal and spatial influence on water quality, with higher concentrations in the drought period (ammoniacal nitrogen and total phosphorus), at the collection point inserted in anthropized area, were above what was established by CONAMA resolution 357/2005. It is also possible to determine, according to Pearson's coefficient, that there is a strong correlation between the total solid and the other parameters analyzed. Based on the analysis of the data presented in this research, some nutrients increased the concentration due to the area of urban influence contained in the hydrographic basin and due to the seasonal period.

KEYWORDS: Amazon, Water resource, Water quality.  

Biografia do Autor

Lídia Bruna Teles Gonzaga, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia

Graduada em 2016 em Engenharia Civil pela Universidade Federal Rural do Semi-Árido, UFERSA, Brasil

Mestre em 2020 em Gestão e Regulação dos Recursos Hídricos pela Universidade Federal de Rondônia, UNIR, Brasil.

Docente efetiva do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia de Rondônia, IFRO, Brasil.

Valério Magalhães Lopes, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia

Graduado em 2012 em Tecnologia em Laticínios pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia, IFRO, Brasil

Especialista em 2014 em Saberes e Práticas em Química pela AVM Faculdade Integrada, AVM, Brasil.

Mestre em 2020 em Gestão e Regulação de Recursos Hídricos - ProfÁgua pela Universidade Federal de Rondônia, UNIR, Brasil.

Fernanda Bay Hurtado, Universidade Federal de Rondônia

Graduada em Química Bacharelado (2002) e Licenciatura (2004) pela Universidade Estadual de Maringá - UEM, Brasil;

Mestre pelo programa de Pós-graduação em Química Aplicada na área de concentração em Química Ambiental pela Universidade Estadual de Maringá (2004) - UEM, Brasil;

Doutorado em Biologia Experimental área de concentração em Química Orgânica e de Produtos Naturais pela Universidade Federal de Rondônia (2013) - UNIR, Brasil.

Professora efetiva na Universidade Federal de Rondônia - UNIR, Brasil.

 

Referências

ANA - Agência Nacional de Águas (Brasil). Conjuntura dos recursos hídricos no Brasil 2019: informe anual. Brasília, DF: ANA, 2019;

ALVARES, Clayton Alcarde et al. Köppen's climate classification map for Brazil. Meteorologische Zeitschrift. v. 22, p: 711–728, 2014;

ANDRIETTI, Grasiane et al. Índices de qualidade da água e de estado trófico do rio Caiabi, MT. Revista Ambiente & Água, v. 11, n. 1, 2016;

APHA, AWWA, WEF. Standard Methods for the Examination of Water and Wastewater. 20 ed. Washington: APHA, 1998;

ASTM - American Society for Testing Materials. Standard method of test for nitrate ion in water. D992-71, USA. p.363-365, 1978;

BARBOSA, Lusinete Scaunichi; SILVA FILHO, Eliomar Pereira. Influência do uso e ocupação na qualidade da água no Rio Pirarara, afluente do Rio Machado, Rondônia/Brasil. Revista Ibero Americana de Ciências Ambientais, v.9, n.7, p.320-332, 2018;

BEZERRA, Ricardo Braz; DANTAS, Renilson Targino; TRINDADE, Avenildson Gomes. Caracterização temporal da precipitação pluvial do município de Porto Velho/RO no período de 1945 a 2003. Uberlândia, Sociedade & Natureza, v. 22, n. 3, p.609-623, 2010;

BRASIL. Lei nº 9.985, de 18 de julho de 2000. Regulamenta o art. 225, § 1º, incisos I, II, III e VII da Constituição Federal, institui o Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza e dá outras providências. Diário Oficial da União, 2000.

BRASIL. Ministério do Meio Ambiente. Conselho Nacional do Meio Ambiente (CONAMA) Resolução n. 357, de 25 de março de 2005. Dispõe sobre a classificação dos corpos de água e diretrizes ambientais para o seu enquadramento, bem como estabelece as condições e padrões de lançamento de efluentes. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 2005;

MACEDO, Maria de Nazaré Costa de. et al. Precipitação pluviométrica e vazão da bacia hidrográfica do Riozinho do Rôla, Amazônia Ocidental. Revista Ambiente & Água. vol.8, n.1, p: 206-221, 2013;

CAVALHEIRO, Karine Luana. Análise de Eventos de Chuva Extrema Utilizando a Rede de Pluviógrafos de Porto Velho. 2015. Monografia (Curso de Engenharia Civil) - Faculdade de Rondônia. Porto Velho, 2015;

CETESB - Companhia Ambiental Do Estado De São Paulo. Relatório qualidade das águas interiores no estado de São Paulo 2018. São Paulo: CETESB, 284p, 2019;

DIAS, Bruno Albuquerque. Simulação computacional da poluição biológica em isoladores de vidro. 2017. 79 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Elétrica) – Universidade Federal de Campina Grande, Centro de Engenharia Elétrica e Informática. Campina Grande-PB, 2017;

ESTEVES, Francisco de Assis; PEREIRA, Frederico. Meirelles. Eutrofização artificial. In: Fundamentos da Limnologia. 3.ed. Rio de Janeiro: Interciência, cap. 27. p. 826, 2011;

FERREIRA, Marcelo Dias Paes; COELHO, Alexandre Braga. Desmatamento recente nos Estados da Amazônia Legal: uma análise da contribuição dos preços agrícolas e das políticas governamentais. Revista Economia Sociologia Rural, v. 53, n. 1, p. 91-108, 2015;

FIGUEIREDO FILHO, Dalson Brito; SILVA JÚNIOR, José Alexandre. Desvendando os Mistérios do Coeficiente de Correlação de Pearson (r)*. Revista Política Hoje. v. 18, n. 1, p: 115-146, 2009;

LIMA, Walter de Paula. Hidrologia florestal aplicada ao manejo de bacias hidrográficas. 2. ed. Piracicaba: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, 245 p. 2008;

LOLLO, José Augusto; et al. Mudanças de Uso e Cobertura da Terra e Degradação Ambiental em Bacias Hidrográficas. In: Bacias hidrográficas: fundamentos e aplicações. 1. ed. Tupã: ANAP, 2018;

MACÊDO, Maria de Nazaré Costa et al. Precipitação pluviométrica e vazão da bacia hidrográfica do Riozinho do Rôla, Amazônia Ocidental. AmbiAgua, v. 8, n. 1, p: 206-221, 2013;

MENEZES, Juliana Moreira de. Variação espacial e sazonal de aspectos limnológicos associados ao uso e ocupação da micro-bacia do Igarapé Belmont, Porto Velho (RO), Amazônia Ocidental. 2007. Monografia (Curso de Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Rondônia. Porto velho, 2007;

MENEZES, João Paulo Cunha de et al. Correlação entre o uso da terra e a qualidade da água subterrânea. Engenharia Sanitária e Ambiental, v. 19, p: 173- 186, 2014;

MENEZES, João Paulo Cunha de et al. Relação entre padrões de uso e ocupação do solo e qualidade da água em uma bacia hidrográfica urbana. Engenharia Sanitária e Ambiental, v. 21, n. 3, p: 519-534, 2016;

MIRANDA, Cláudia et al. Uso e qualidade da água na microbacia hidrográfica do rio Parafuso (Moju, Pará, Brasil). Revista Recursos Hídricos, v.38, n.2, p: 51-62, 2017;

OLIVEIRA, Eduarda da Conceição et al. Diagnóstico temporal e espacial da qualidade da água superficial em uma microbacia urbana. Revista Ibero-Americana de Ciências Ambientais, v.9, n.8, p.57-69, 2018;

OLIVEIRA, Gesner; SCAZUFCA, Pedro; MARGULIES, Beatriz Nogueira. Ranking do saneamento Instituto Trata Brasil. São Paulo, 2020. Disponível em: <http://www.tratabrasil.org.br/images/estudos/itb/ranking_2020/Relatorio__Ranking_2020_18.pdf>. Acesso em: junho. 2020, p. 133;

OLIVEIRA, Levi Ferreira; OLIVEIRA, Benone Otávio Souza; LIMA, Luan Barros. Avaliação da qualidade da água de três córregos na área urbana de Humaitá-AM. Revista de Ciências Ambientais, v. 12, n. 3, p: 25-33, 2018;

PEREIRA, Bruno Wendell de Freitas et al. Uso da terra e degradação na qualidade da água na bacia hidrográfica do rio Peixe-Boi, PA, Brasil. Revista Ambiente & Água, v. 11, n. 2, p: 472-485, 2016;

SANTOS, Janeide Paiva dos. Avaliação da qualidade da água na rede hídrica superficial de Porto Velho – RO - Brasil. 2009. 117 f. Dissertação (Dissertação de mestrado) Programa de Pós-Graduação, Mestrado em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente, Fundação Universidade Federal de Rondônia. Porto Velho, 2009;

SANTOS, Salem Leandro Moura dos; FERREIRA, Maria Madalena. Avaliação das vertentes da bacia do igarapé Belmont Porto Velho – RO. Revista de Geografia, v. 19, n. 2, 2010;

SANTOS, Salem Leandro Moura dos; FILHO SILVA, Eliomar Pereira.; HERRERA, Isabel Leonor Iza Echecerria. Áreas de inundação da bacia do igarapé Belmont na cidade de Porto Velho –Rondônia. Revista Brazilian Journal of Development, v. 5, n. 11, p: 23426-23439, 2019;

SEIFFERT, Mari Elizabete Bernardini. Gestão ambiental: instrumentos, esferas de ação e educação ambiental. 3. ed. São Paulo: Atlas, 328 p, 2014;

SHIMAKURA, Silvia. Interpretação do coeficiente de correlação. Laboratório de Estatística e Geoinformação. 2006. Setor de Ciências Exatas. Universidade Federal do Paraná. Curitiba, PR. Disponível em: <http://leg.ufpr.br/~silvia/CE003/node74.html>. Acesso: jan. 2020;

SILVA, Decauita Poliana Peixoto da; ANDRADE, Nara Luisa Reis de; WEBLER, Alberto Dresch. Qualidade da água de nascentes urbanas: estudo de caso em microbacia Amazônica, município de Ji-Paraná/RO. Revista Ibero Americana de Ciências Ambientais, v.10, n.3, p: 90-102, 2019;

SILVA, Selma Maria de Arruda. Análise física, química e biológica a qualidade das águas superficiais na Bacia Hidrográfica Do Igarapé Dois de Abril, No Município De Ji-Paraná/RO. 2018. 150 f. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Fundação Universidade Federal De Rondônia. Porto Velho, 2018;

SOUZA FILHO, Elton Alves de. Diagnóstico da qualidade das águas do Igarapé do Mindu e criação de protótipo de aplicativo para disponibilização de dados em Manaus-AM. 2018. 108f. Dissertação (Mestrado Profissional em Gestão e Regulação de Recursos Hídricos) - Universidade do Estado do Amazonas/ UFAM, Manaus, Amazonas, 2018;

TUCCI, Carlos E. M. Águas Urbanas. Revista Estudos Avançados da Universidade de São Paulo, São Paulo, v. 22, n. 63, p: 97-112, 2008;

VON SPERLING, Marcos. Introdução à qualidade das águas e ao tratamento de esgotos. 2. ed. Belo Horizonte: Editora UFMG, 243p, 1996;

Downloads

Publicado

2021-10-19

Como Citar

Gonzaga, L. B. T., Lopes, V. M., & Hurtado, F. B. (2021). Avaliação das concentrações de nutrientes e sólidos na bacia hidrográfica do Igarapé Belmont, Porto Velho/RO. Diversitas Journal, 6(4), 3848–3865. https://doi.org/10.48017/dj.v6i4.1785