Cultivando protozoários: a importância da experimentação no ensino de ciências e biologia

Autores

DOI:

https://doi.org/10.48017/dj.v6i4.1934

Resumo

RESUMO: Devido à precariedade infraestrutural em muitas escolas da rede pública de ensino no Brasil, aulas experimentais que utilizem materiais do uso cotidiano dos alunos são uma ótima alternativa para se atingir uma melhor qualidade de aprendizagem. Assim, no presente trabalho objetivou-se o ensino do conteúdo acerca da biologia do Reino Protoctista através de um experimento que utilizasse materiais de baixo custo e de fácil aquisição. O experimento foi realizado com alunos de uma escola do sistema público de ensino na cidade de Patos, PB. Primeiramente, trabalhou-se o conteúdo teoricamente, e após isso foi realizada a experimentação, consistindo em cultivar protozoários presentes em folhas de alface e, posteriormente, observar a cultura por meio do uso de microscópios. O experimento possibilitou aos alunos compreender a natureza dos protozoários e a importância de higienizar bem os alimentos antes do consumo, trazendo, portanto, a contextualização do conteúdo para a vida dos mesmos, o que facilita e aumenta a qualidade do processo de ensino-aprendizagem. Assim, é evidenciada a importância do uso dessa metodologia de ensino, além da necessidade de investimento na educação brasileira, tendo em vista que cabe ao professor modelar o ensino do conteúdo de acordo com as condições desfavoráveis do sistema educacional.

PALAVRAS-CHAVE: Aula prática, Microscopia óptica, Reino Protoctista, Educação básica.

 

ABSTRACT: Due to the precariousness of infrastructure in many public schools in Brazil, experimental classes which use materials that are of daily use of the students are an excellent alternative for reaching a better quality of the learning process. Therefore, the main objective of this work was to teach the content concerning biologic aspects of the Kingdom Protoctista through an experiment that used low cost and accessible materials. The experiment was accomplished with students of a public school in the city of Patos, PB. Primarily, the content was exposed theoretically, and later the experimentation was attained, which consisted of cultivating protozoans present in lettuce leaves and subsequently observing the culture through microscopes. The experiment enabled the students to understand the nature of the protozoans, in addition of learning about the importance of sanitizing food properly before consuming it, therefore contextualizing the content with the students' lives, which improves the quality of the teaching-learning process. Thus, the importance of this methodology is emphasized, along with the necessity of investing in Brazilian education, taking into consideration that the teacher in this context is responsible for shaping the teaching of the content according to the adverse conditions of the educational system.

KEYWORDS: Practical classes, Optical microscopy, Kingdom Protoctista, Basic education.

Biografia do Autor

Bruno Pinho de Lucena, Universidade Federal de Campina Grande (UFCG)

Possui graduação em Licenciatura em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de Campina Grande (UFCG). Com experiência nas áreas de Zoologia, Ecologia e Ensino de Biologia.

http://lattes.cnpq.br/0514384391331324

Mariany de Araújo Almeida Lira, Universidade Federal de Campina Grande (UFCG)

Possui graduação em Licenciatura em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de Campina Grande (UFCG). Com experiência na área de Educação, com ênfase em Educação Ambiental.

http://lattes.cnpq.br/2204605838675185

Erich de Freitas Mariano, Universidade Federal de Campina Grande (UFCG)

Possui graduação em Ciências Biológicas (Bacharelado), mestrado em Ciências Biológicas (Zoologia) e doutorado em Ciências Biológicas (Zoologia) pela Universidade Federal da Paraíba. Atuando principalmente nos seguintes temas: Ornitologia e Educação ambiental ao ar livre.

http://lattes.cnpq.br/4900414237321637

Referências

ALMEIDA, Ana Maria F. Guimas. Educação em Ciências e Trabalho Experimental: Emergência de uma nova concepção. In: VERÍSSIMO, António; PEDROSA, Arminda; RIBEIRO, Rui. Ensino Experimental das Ciências: (Re) pensar o ensino das ciências, Lisboa: Ministério da Educação, p. 51-73, 2001;

BRASIL, Magda Schmidt; GABRY, Maria Clotildes Felix. AS COMPETÊNCIAS PARA O SÉCULO XXI A PARTIR DAS METODOLOGIAS ATIVAS E O USO DAS TICS NOS PROCESSOS EDUCACIONAIS. Revista Ibero-Americana de Humanidades, Ciências e Educação, v. 7, n. 6, p. 286-300, 2021;

BRASIL, Ministério da Educação. Parâmetros Curriculares Nacionais (Ensino Médio), 2000;

CATANI, André et al. Ser Protagonista: biologia, 2° ano: ensino médio. São Paulo: Edições SM, 2016;

FUJITA, Allynson Takehiro; MARTINS, Heytor Lemos; MILLAN, Rodrigo Ney. Importância das práticas laboratoriais no ensino das ciências da natureza. Brazilian Journal of Animal and Environmental Research, v. 2, n. 2, p. 721-731, 2019;

GOMES, Dyéssica Siochetta. O uso da experimentação no ensino das aulas de ciências e biologia. Revista Insignare Scientia-RIS, v. 2, n. 3, p. 103-108, 2019;

INTERAMINENSE, Bruna de Kássia Santana. A Importância das aulas práticas no ensino da Biologia: Uma Metodologia Interativa. ID on line REVISTA DE PSICOLOGIA, v. 13, n. 45, p. 342-354, 2019;

KATO, Danilo Seithi; KAWASAKI, Clarice Sumi. As concepções de contextualização do ensino em documentos curriculares oficiais e de professores de ciências. Ciência & Educação (Bauru), v. 17, n. 1, p. 35-50, 2011;

KRASILCHIK, Myriam. Prática de Ensino de Biologia. São Paulo: Edusp, 2008;

LIMA, Daniela Bonzanini de; GARCIA, Rosane Nunes. Uma investigação sobre a importância das aulas práticas de Biologia no Ensino Médio. Cadernos do Aplicação, v. 24, n. 1, 2011;

LIMA, Josiane Ferreira de; AMORIM, Thamiris Vasconcelos; LUZ, Priscyla Cristinny Santiago da. Aulas práticas para o ensino de Biologia: contribuições e limitações no Ensino Médio. Revista de Ensino de Biologia da SBEnBio, p. 36-54, 2018;

MARANDINO, Martha; SELLES, Sandra; FERREIRA, Márcia. A experimentação científica e o ensino experimental em Ciências e Biologia._____. Ensino de Biologia–Histórias e práticas em diferentes espaços educativos. São Paulo: Cortez, 2009;

MARTINS, Isabel P. et al. Educação em ciências e ensino experimental–formação de professores. Lisboa: Ministério da Educação, v. 2, 2007;

MEDEIROS, Thayná Kelly Formiga de et al. Uso de indicador natural de pH como alternativa para o ensino interdisciplinar de química e biologia em uma escola pública no município de Patos, Paraíba. In: FREITAS, Patrícia Gonçalves de; MELLO, Roger Goulart. Educação em Foco: desafios e perspectivas para o processo de ensino-aprendizagem. Rio de Janeiro: Editora Publicar, 2020;

NASCIMENTO, João Fernando Teixeira Flores do. A Utilização da plataforma Arduino na realização de trabalho experimental em aulas de Ciências Naturais. Tese de Doutorado. Instituto Politécnico do Porto. Escola Superior de Educação. 2016;

NICOLA, Jéssica Anese; PANIZ, Catiane Mazocco. A importância da utilização de diferentes recursos didáticos no Ensino de Ciências e Biologia. InFor, v. 2, n. 1, p. 355-381, 2017;

OLIVEIRA, Alexcian Rodrigues de. Inovações em aula prática de Biologia no laboratório usando alface (Lactuca sativa) para observação de protozoários “in vivo”. Revista Docentes, v. 2, n. 3, 2017;

PAGEL, Ualas Raasch; CAMPOS, Luana Morati; BATITUCCI, Maria do Carmo Pimentel. Metodologias e práticas docentes: uma reflexão acerca da contribuição das aulas práticas no processo de ensino-aprendizagem de biologia. Rev. Experiências em Ensino de Ciências, v. 10, n. 2, p. 14-25, 2015;

PERINI, Monique; ROSSINI, Josiene. Aplicação de modelos didáticos no Ensino de Biologia floral. InterSciencePlace, v. 13, n. 3, 2019;

RABELO, Elizabeth Ribeiro et al. AULA PRÁTICA COM MATERIAIS DE BAIXO CUSTO: UMA PROPOSTA ALTERNATIVA PARA O ENSINO DE MICROBIOLOGIA NO ENSINO FUNDAMENTAL. Múltiplos Acessos, v. 5, n. 1, p. 1-15, 2020;

REIS, Pedro Rocha. Investigar e Descobrir - Atividades para a Educação nas Primeiras Idades. Edições Cosmos. 2008;

SOUZA, Luciana Wendler; BRANDÃO, Henry Charles A. D. N. T. M. Aulas práticas e sua importância no ensino de ciências e biologia. Revista Eletrônica Científica Inovação e Tecnologia, v. 8, n. 17, 2017;

YAMAGUCHI, Klenicy Kazumy de Lima; NUNES, Antônio Euder da Costa. Dificuldade em química e uso de atividades experimentais sob a perspectiva de docentes e alunos do ensino médio no interior do Amazonas (Coari). Scientia Naturalis, v. 1, n. 2, 2019;

ZYTKUEWISZ, Matheus A. B.; BEGO, Amadeu M. Crítica à experimentação tradicional no ensino de ciências e a importância do erro no processo de ensino e aprendizagem. Revista Iluminart, n. 16, 2018.

Downloads

Publicado

2021-10-19

Como Citar

Lucena, B. P. de ., Lira, M. de A. A., & Mariano, E. de F. (2021). Cultivando protozoários: a importância da experimentação no ensino de ciências e biologia. Diversitas Journal, 6(4), 4107–4115. https://doi.org/10.48017/dj.v6i4.1934