Extensão Universitária e Agricultura Familiar

um diálogo promissor para a formação profissional nas Ciências Agrárias

Autores

DOI:

https://doi.org/10.48017/dj.v7i1.2022

Resumo

O estudo teve como objetivo analisar os impactos da extensão universitária realizada junto à agricultura familiar na formação de profissionais ligados às Ciências Agrárias. Foi utilizado como caso um projeto desenvolvido pelo Colégio Politécnico da Universidade Federal de Santa Maria, que aproxima alunos de contextos que envolvem a agricultura familiar da região central do Rio Grande do Sul. O método utilizado para a coleta de dados foi o grupo focal, envolvendo três participantes do projeto, dois alunos dos cursos relacionados às Ciências Agrárias e um vinculado ao curso de Administração. Em seus depoimentos, os alunos indicaram o desenvolvimento de habilidades técnicas, de comunicação e mobilização de conhecimentos, visando a solucionar problemas enfrentados pela agricultura familiar, despertando comportamentos como cooperação, empatia, solidariedade e justiça. Concluiu-se que o diálogo entre estudantes e agricultores, mediado pela extensão universitária, tem contribuído para a formação de profissionais qualificados para o mundo do trabalho e sensíveis aos contextos sociais e econômicos que envolvem a agricultura familiar da região. Ao mesmo tempo, o projeto tem contribuído para a reconfiguração dos processos organizacionais e produtivos na agricultura familiar, visando à produção sustentável e à segurança alimentar, além de estimular o comércio solidário.

Biografia do Autor

José Ribeiro da Silva, Instituto Federal de Alagoas - Campus Batalha

Graduado em Zootecnia pela UFAL Especialista em Formas Alternativas de Energia - UFLA Mestre em Extensão Rural e Desenvolvimento Local - UFRPE Professor de Ensino Básico,Técnico e Tecnológico - IFAL - Campus Santana do Ipanema. Especialista em Docência na Educação Profissional e Tecnológica. Doutorando em Extensão Rural - UFSM

Referências

ALMEIDA, Luciane Pinho de. A extensão universitária no Brasil: processos de aprendizagem a partir da experiência e do sentido. Revista Diversités Recherches et Terrains: Les universités latino-américaines aujourd’hui: expressions locales, DIRE nº7. pp. 56-67, 2015. Disponível em: https://www.unilim.fr/dire/645http://epublications.unilim.fr/revues/dire. Acesso em: 10 de março de 2020.

BALEM, Tatiana Aparecida; DONAZZOLO, Joel. Formação profissional nas ciências agrárias: um desafio para o desenvolvimento sustentável. Revista Brasileira de Agroecologia, v. 2, n. 1, 2007.

DELGADO, Guilherme Costa; BERGAMASCO, Sonia Maria Pessoa Pereira. Agricultura familiar brasileira: desafios e perspectivas de futuro. Brasília: Ministério do Desenvolvimento Agrário, v. 470, 2017.

BRUZIGUESSI, Elisa Pereira. Recriando a formação nas ciências agrárias para uma atuação com maior compromisso social: estudo de caso do programa residência agrária na Universidade Federal do Ceará. 2010. Disponível em: https://repositorio.unb.br/handle/10482/6647. Acesso em: 08 de out. de 2020.

CAPORAL, Francisco Roberto. Bases para uma nova ATER pública. Extensão Rural, n. 10, p. 1-20, 2003. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/extensaorural/article/view/5546. Acesso em: 06 de out. de 2020.

CAPORAL, Francisco Roberto; COSTABEBER, José Antônio. Agroecologia e extensão rural: contribuições para a promoção do desenvolvimento rural sustentável. Brasília: MDA/SAF/DATER-IICA, 2004.

CAZELLA, Ademir Antônio et al. Vivência em Agricultura Familiar: uma inovação no ensino de Ciências Agrárias. Anais da Reunião anual da SBPC. Belo Horizonte: SBPC, 1-3, 2017. Disponível em: http://www.sbpcnet.org.br/livro/69ra/resumos/resumos/3145_1e5b82f8978cffaebbff0a0489fe8a56f.pdf. Acesso em: 16 de set. de 2020.

COSTA, Aline Aparecida Cezar et al. Aprendizagem: o olhar da extensão. In: SÍVERES, Luiz (org.). Extensão Universitária como princípio de aprendizagem. Brasília: Liber Livro, pp.61-80, 2013.

DIAS, Marcelo Miná. A formação do agrônomo como agente de promoção do desenvolvimento. Revista Extensão Rural, DEAER/CPGExR – CCR – UFSM, Ano XV, Jan – Jun de 2008. pp. 53-68.

FÓRUM DE PRÓ-REITORES DAS INSTITUIÇÕES PÚBLICAS DE EDUCAÇÃO SUPERIOR BRASILEIRAS. Política nacional de extensão universitária. Manaus, 2012, 66 p.

GIL, Antônio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo: Atlas. ed. 4. 2002, 175p.

GODOY, Cristiane Maria Tonetto et al. A importância da extensão universitária na construção do conhecimento dos novos profissionais das ciências agrárias. XV Jornadas Nacionales de Extensión Rural y VII Del Mercosur, 15, 1-7. 2010. Disponível em: http://aader.org.ar/XV_Jornada/trabajos/portugues/Educacion/Experiencias/Traba%20P8%20Completo.pdf. Acesso em: 16 de set. de 2020.

GOMES, Mateus Rodrigues; SILVA, Paulo Hernandes Gonçalves da. Agricultura familiar no Brasil: perspectivas conceituais e estatísticas. In: 10ª JICE-Jornada de Iniciação Científicca e Extensão. 2019. Disponível em: http://propi.ifto.edu.br/ocs/index.php/jice/10jice/paper/view/9449. Acesso em: 16 de setembro de 2020.

MARQUES, Paulo Eduardo Moruzzi et al. O papel da extensão universitária no apoio à agricultura familiar no município de São Pedro-SP. Revista de Cultura e Extensão da USP, 18. 2017. Disponível em: http://www.revistas.usp.br/rce/article/view/143590/138255. Acesso em: 08 de out. de 2020.

MUSSOI, Eros Marion; LENZI, Lucia Helena Correa. Extensão universitária: entre o continuísmo e a utopia. Extensio: Revista Eletrônica de Extensão, v. 12, n. 20, p. 103-122, 2015. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/extensio/article/view/1807-0221.2015v12n20p103. Acesso em: 16 de abr. de 2021.

PIMENTEL, Andrea Eloisa Bueno et al. A formação do profissional de ciências agrárias e o programa de residência agrária–experiência no assentamento Laudenor de Souza (SP)–Brasil. Educação em Revista, Marília, 9(2), 21-36. 2008. Disponível em: https://revistas.marilia.unesp.br/index.php/educacaoemrevista/article/view/632. Acesso em: 08 de out. de 2020.

PEREIRA, Marly Terezinha. Extensão universitária na ESALQ-USP: o caso dos agricultores de São Pedro-SP. Estudos avançados, 15(43), 281-288. 2001. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/ea/v15n43/v15n43a21.pdf. Acesso em: 08 de out. de 2020.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA; COLÉGIO POLITÉCNICO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA. Projeto Polifeira do Agricultor na Universidade Federal de Santa Maria. 2017.

WANDERLEY, Maria de Nazaré Baudel. Agricultura familiar e campesinato: rupturas e continuidade. Estudos sociedade e agricultura. Rio de Janeiro, n. 21, pp. 42-61. 2003. Disponível em: https://revistaesa.com/ojs/index.php/esa/article/view/238. Acesso em: 10 de setembro de 2020.

Arquivos adicionais

Publicado

2022-01-01

Como Citar

Silva, J. R. da, & Amorim, J. B. B. do. (2022). Extensão Universitária e Agricultura Familiar: um diálogo promissor para a formação profissional nas Ciências Agrárias. Diversitas Journal, 7(1), 0390–0406. https://doi.org/10.48017/dj.v7i1.2022

Edição

Seção

Economia, Administração e Desenvolvimento Rural