Multimodalidade: concepções e saberes dos professores dos anos iniciais

Autores

  • Isabel lopes Fonseca UNEAL
  • Erisson Jordan Ferreira Fonseca Universidade Paulista (UNIP)
  • Elizate Santos Balbino Universidade Estadual de Alagoas/UNEAL

DOI:

https://doi.org/10.48017/dj.v7i3.2059

Palavras-chave:

Formação docente; multimodalidade; práxis docente.

Resumo

Compreendemos que a multimodalidade está presente nos contextos sociais, culturais, tecnológicos das crianças e que, por isso, carece ser explorada na sala de aula, para isso, é preciso que os professores apropriem-se desse conhecimento para aplicá-lo em suas aulas. O presente estudo busca investigar as concepções e os saberes dos professores dos anos iniciais acerca da multimodalidade. É uma pesquisa, de cunho qualitativo na qual utilizamos, como instrumentos de geração de dados, a aplicação de questionários aos professores para avaliar as suas percepções e conhecimentos no que diz respeito à multimodalidade, refletindo se o estudo de gêneros multimodais esteve ou está presente na sua formação inicial e continuada. Para pautar o nosso estudo, consideramos pertinentes as pesquisas de Ribeiro (2013), Bombine (2019) e Garcia (2018). Como resultados exordiais, mediante a aplicação dos questionários, nos quais os professores foram instigados a fazer uma autoavaliação dos saberes concernentes à presença do estudo da multimodalidade na sua formação inicial e continuada, percebemos que a maioria dos professores desconhece o tema, visto que, respondeu que esse tema não foi  estudado nos processos formativos dos docentes, consequentemente, passa a não ser um objeto de conhecimento explorado no processo de ensino e aprendizagem nos ciclos de alfabetização.

Métricas

Carregando Métricas ...

Referências

ARAÚJO, Mônica Daisy Vieira, FRADE, Isabel Cristina Alves da Silva & COSCARELLI, Carla Viana. (2020). Multimodalidade: aproximações conceituais, produções infantis e propostas pedagógicas no processo de alfabetização. Revista Brasileira de Alfabetização | ISSN: 2446-8584 | n. 13. Disponível em: https://revistaabalf.com.br/index.html/index.php/rabalf/article/view/454. Acesso em: 10 mar 2021.

ARAÚJO, Sâmara Carla Lopes Guerra de, & GUALBERTO, Clarice. Leitura na Base Nacional Comum Curricular: qual é a base? Discussões sobre alfabetização, texto e multimodalidade. (2018). DOI: 10.31560/pimentacultural/. Disponível em: researchgate.net. Acesso em: 08 mar 2021.

BARBOSA, Vânia Soares, ARAÚJO, Antonia Dilamar, & ARAGÃO, Cleudene de Oliveira. (2016). Multimodalidade e multiletramentos: análise de atividades de leitura em meio digital. Revista Brasileira de Linguística Aplicada |https://doi.org/10.1590/1984-639820169909 | Oct-Dec| Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbla/a/pM68n9gfxmRZZzVVRzvdSBC/?lang=pt. Acesso em: 14 jun 2021.

BARROS, Aidil de Jesus Paes de, & LEHFELD, Neide Aparecida de Souza. (1990). Projeto de Pesquisa: propostas metodológicas. Vozes.

BOMBINI, Gustavo. (2019). Didática da leitura e escrita e multimodalidade. Cadernos do Centro de Estudos de Design e Comunicação | ISSN 1853-3523 | n. 72. Disponível em: http://www.scielo.org.ar/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S185335232019000200069&lang=pt. Acesso em: 09 mar 2021.

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Disponivel em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_EI_EF_110518_versaofinal_site.pdf. Acesso em: 10 mar 2021.

GARCÍA, Javier González. (2018). A abordagem multimodal do processo de literacia. Educação em Revista | ISSN 1982-6621 |. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S010246982018000100148&lang=pt.Acesso em: 09 mar 2021.

KERSCH, Dorotea Frank, MARTINS, Ana Patricia Sá, SANTOS, Gabriela Krause dos, & TEMÓTEO, Antônia Sueli S. G. (2021). Multiletramentos na pandemia: aprendizagens na, para a e além da escola. Casa Leiria.

MARCONI, Maria de Andrade, & LAKATOS, Eva Maria. (2003). Fundamentos da Metodologia Científica. Atlas.

OLIVEIRA, Derli Machado. Gêneros multimodais e multiletramentos: novas práticas de leitura na sala de aula. (11, 2013). In: II Congresso Nacional Educação e Diversidade, Itabaiana/SE. Anais do VI Fórum Identidades e Alteridades. Disponível em: https://d1wqtxts1xzle7.cloudfront.net/36810436/Texto_VI_Forum_19.pdf?1425177113=&response. Acesso em: 12 mar 2021.

PEREIRA, Adriana Soares, SHITSUKA, Dorlivete Moreira, PARREIRA, Fábio José, & SHITSUKA, Ricardo. (2018). Metodologia da pesquisa científica. Santa Maria, RS: UFSM, NTE. Disponível em: https://repositorio.ufsm.br/bitstream/handle/1/15824/Lic_Computacao_Metodologia-Pesquisa-Cientifica.pdf?sequence=1. Acesso em: 20 jul. 2021.

RIBEIRO, Ana Elisa. ( jan./jun. 2013) Multimodalidade e produção de textos: Questões para o letramento na atualidade. Santa Cruz do Sul |ISSN 1982-2014|v. 38, n. 64, p. 21-34. Disponível em: http://online.unisc.br/seer/index.php/signo. Acesso em: 14 jun. 2021.

SOARES, Magda. (2018). Alfabetização e letramento. Contexto.

SOARES, Magda. (2021) Alfaletrar: toda criança pode aprender a ler e a escrever. Contexto, 2021.

VIEIRA, Mauricéia Silva de Paula. (2012). A leitura de textos multissemióticos: novos desafios para velhos problemas. Anais do SIELP | ISSN 2237-8758 | Disponível em: http://www.ileel.ufu.br/anaisdosielp/wp-content/uploads/2014/07/volume_2_artigo_230.pdf. Acesso em: 10 Mar 2021.

Arquivos adicionais

Publicado

2022-07-02

Como Citar

lopes Fonseca, I., Fonseca, E. J. F., & Balbino, E. S. . (2022). Multimodalidade: concepções e saberes dos professores dos anos iniciais. Diversitas Journal, 7(3). https://doi.org/10.48017/dj.v7i3.2059

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.