Componentes da aroeira para garantia da qualidade do sabão proveniente do óleo residual de fritura

Autores

  • Gabriel de Freitas Lopes Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo, Vila Velha, Espírito Santo (ES), Brasil https://orcid.org/0009-0002-6640-9792
  • Nathália Alcantara Rocha Fernandes Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo, Vila Velha, Espírito Santo (ES), Brasil https://orcid.org/0009-0004-9983-9478
  • Mauro Cesar Dias Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo, Vila Velha, Espírito Santo (ES), Brasil https://orcid.org/0000-0002-1355-2950

DOI:

https://doi.org/10.48017/dj.v9i2.3023

Palavras-chave:

Óleo Residual de Fritura, Aroeira, Hipoclorito de Sódio, Sabão

Resumo

A crescente preocupação com o modelo linear de produção, levando à busca por alternativas mais sustentáveis. A economia circular surge como resposta, visando transformar a forma como produzimos e consumimos. Um dos desafios é o descarte inadequado do óleo residual de fritura (ORF), potencialmente poluente e capaz de contaminar grandes volumes de água. A pesquisa conduzida na região de Vila Velha - ES focou na reutilização do ORF na produção de sabão em barra, explorando a rica biodiversidade local, os componentes da aroeira. A incorporação dos extratos, compostos por taninos da planta na formulação do sabão, resultou em produtos mais seguros para a pele, mantendo o pH na faixa de 2 e 11,5 e a alcalinidade abaixo de 1%, de acordo com a legislação, alinhando-se à harmonia entre a economia circular e a química verde. Em concomitância propôs-se o tratamento do ORF com hipoclorito de sódio, juntamente com extratos e óleo essencial de aroeira, visando garantir a qualidade do sabão produzido. Os resultados indicaram influência nos parâmetros como umidade (reduzindo de 0,78 para 0,17%), índice de saponificação (reduzindo de 200 para 198 mg KOH/g) e índice de acidez (reduzindo de 1,00 para 0,40 mg KOH/g ), evidenciando a importância desses processos para a qualidade da matéria-prima do produto. A produção de sabão foi realizada sem aquecimento, realizaram-se análises químicas, físicas e sensoriais, convergindo para a conclusão de que soluções sustentáveis para a reciclagem do ORF demonstram a integração eficaz entre a economia circular, praticando a química verde e a produção de produtos seguros, atendendo às demandas ambientais e às preferências dos consumidores.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Gabriel de Freitas Lopes, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo, Vila Velha, Espírito Santo (ES), Brasil

0009-0002-6640-9792; Bacharel em Química Industrial pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo, Vila Velha, Espírito Santo (ES), Brasil. gabrielflopes16@gmail.com

Nathália Alcantara Rocha Fernandes, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo, Vila Velha, Espírito Santo (ES), Brasil

0009-0004-9983-9478; Bacharelanda em Química Industrial pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo. Vila Velha, Espírito Santo (ES), Brasil. nathaliafernandes2201@gmail.com

Mauro Cesar Dias, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo, Vila Velha, Espírito Santo (ES), Brasil

0000-0002-1355-2950; Doutor em Química pela Universidade Federal de Minas Gerais e Docente no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo. Vila Velha, Espírito Santo (ES), Brasil. maurocesar@ifes.edu.br

Referências

Anvisa. (2004). Guia de Estabilidade de Produto Cosméticos. https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/cosmeticos.pdf

Anvisa. (2021). Formulário de Fitoterápicos da Farmacopeia Brasileira. (2ª ed.). https://www.gov.br/anvisa/pt-br/assuntos/farmacopeia/formulario-fitoterapico/2024-fffb2-1-er-3-atual-final-versao-com-capa-em-word-2-jan-2024.pdf

Anvisa. (2021). Informe Técnico nº 11, de 5 de outubro de 2004: utilização e descarte de óleos e gorduras utilizados para fritura. (Atualizado em 27/08/2021). https://www.gov.br/anvisa/pt-br/assuntos/alimentos/informes/copy_of_11de2004.

Borges, K. (2011). Efeito das variáveis operacionais na transesterificação metílica e etílica do óleo de soja. [Dissertação de Mestrado em Química Instituto de Química, Universidade Federal de Uberlândia. Uberlândia - MG] p. 91.

Broock, J., Nogueira, M. R., Zakrzevski, C., Corazza, F. C., Corazza, M. L., & Oliveira, J. V. (2008). Determinação experimental da viscosidade e condutibilidade térmica de óleos vegetais. Ciência e Tecnologia de Alimentos, 28(3), p. 564-570. https://doi.org/10.1590/S0101-20612008000300010

Castejon, F. (2011). Taninos e Saponinas. [Seminários Aplicados do Programa de Pós-graduação em Ciência Animal da Escola de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Federal de Goiás], Centro de Recursos Computacionais. https://files.cercomp.ufg.br/weby/up/67/o/semi2011_Fernanda_Castejon_1c.pdf

Cortez, G. (2002). Determinação do coeficiente de viscosidade em líquidos – Método de Stokes. Apresentação de aula prática. https://sistemas.eel.usp.br/docentes/arquivos/5840841/LOQ4060/AULA%20%20PRATICA%2002.pdf.

Costa, C. T. C., Bevilaqua, C. M. L., Morais, S. M., & Vieira, L. S. (2008). Revista Brasileira de Plantas Medicinais, 10(4), p. 108-116. https://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/27754/1/API-Taninos-e-sua-utilizacao-em-pequenos-ruminantes.pdf

Fernades, L. D. F., Nunes, H. P., Galvão, E. L. (2023). Aproveitamento do óleo residual de fritura do restaurante universitário para produção de sabão em barra. [Trabalho e Conclusão de Curso do Departamento de Ciências Exatas e Tecnologia da Informação, Universidade Federal Rural do Semi-Árido em Campus Angicos]. https://repositorio.ufersa.edu.br/items/0706c3ab-7cee-485e-9693-10c307456456

Furman, A. C., Veit, M. T., Palácio, S. M., Gonçalves, G. C., Barbieri, J. C. Z. (2022). Sustentabilidade no processo produtivo da indústria cosmética: uma revisão da literatura. Research, Society And Development, 11(13), p. 1-23. https://doi.org/10.33448/rsd-v11i13.35852

Gonçalves, R. P., Zanetti, V. C., Feltes, M. M. C., & Gonzalez, S. L. (2021) Comportamento do óleo de soja durante estresse térmico / Soybean oil behavior during thermal stress. Brazilian Journal of Development, 7(4). doi:10.34117/bjdv7n4-377

Gouveia, T. G., Oliveira. G. V. D., Palomé, L., Carvalho, R. M., Alonso, M. K., Santos, M. G. L., Soares, A. B., Carmo, A. P. D., Endringer, D. C., Oliveira, R. D. V., & Dias, M. C. (2016). Monitoramento da coleta seletiva de resíduos e produção de sabão no Instituto Verde Vida, Região do Rio Aribiri - Vila Velha - ES. Revista Guará, 5(16), p. 69. https://doi.org/10.30712/guara.v1i5.14614

Herranz, A. P. (2013). Qualidade física, química e antimicrobiana de sabões líquidos elaborados com óleo residual de fritura e diferentes agentes saponificantes. [Dissertação de Mestrado em Ciência e Tecnologia de Alimentos, Universidade Federal de Goiás, Goiânia] https://files.cercomp.ufg.br/weby/up/71/o/DISSERTA%C3%87%C3%83O_FINAL__ANDRESSA_2013.pdf

Instituto Adolfo Lutz. (2008). Métodos físico-químicos para análise de alimentos. (4ª ed.). São Paulo: Instituto Adolfo Lutz.

Justino, A. L., Lage, M. M. R., Pereira, T. G. G., Rodrigues, M. F., Silva, M. C. M. A., Orlandi, D., Maia, G., Sales A., Queiroz, B., Cézar. J., & Epifanio. Y. (2011). A Engenharia De Produzir Sabonetes Com Óleo Vegetal: Uma Produção Sustentável. E-xacta, Belo Horizonte, 4(2) – Edição Especial Interdisciplinaridade. p. 19-28. http://dx.doi.org/10.18674/exacta.v4i2.310

Korhonen, J., Nuur. C., Feldmann. A., & Birkie. S. E. (2017). Circular economy as an essentially contested concept. Journal of Cleaner Production, 175. https://doi.org/10.1016/j.jclepro.2017.12.111

Lopes, G. F., Rosa, J. G. (2024). Comparação da eficiência do tratamento de óleo residual de fritura com hipoclorito de sódio e carvão ativado. Research Society and Development, 13(4), e1613445462. https://doi.org/10.33448/rsd-v13i4.45462

Mesquita, A. (2023, outubro 25). Aroeira: tradição e geração de renda em comunidade de Aracruz. Prefeitura de Aracruz. https://www.aracruz.es.gov.br/noticias/aroeira-tradicao-e-geracao-de-renda-em-comunidade-de-aracruz-13085

Moreno, S. (2023, 3 de abril). Brasil gera cerca de 80 milhões de toneladas de resíduos por ano. Radioagência. https://agenciabrasil.ebc.com.br/radioagencia-nacional/meio-ambiente/audio/2023-04/brasil-gera-cerca-de-80-milhoes-de-toneladas-de-residuos-por-ano.

Moretto, E., & Fett, R. (1998). Tecnologia de óleos e gorduras vegetais na indústria de alimentos. Varela Editora e Livraria Ltda.

Nishmoto, K., & Souza, M. (2016). Extração do óleo essencial da Schinus terebenthifolius Raddi e avaliação da eficiência bactericida do sabonete desenvolvido. [Trabalho e Conclusão de Curso do Departamento de Engenharia Química, Universidade do Vale do Paraíba em São José dos Campos]. Biblioteca Univap. https://biblioteca.univap.br/dados/00002c/00002c96.pdf

Oliveira, M. S. D., Gontijo, S. M., Teixeira, M. S., Teixeira, K. I. R., Takahashi, J. A., Millan, R. D. S., & Segura, M. E. C. (2018). Chemical composition and antifungal and anticancer activities of extracts and essential oils of Schinus terebinthifolius Raddi fruit. Revista Fitos, 12(2), p. 135-146. https://www.arca.fiocruz.br/bitstream/handle/icict/27868/mariana_de_oliveira_et_all.pdf?sequence=2&isAllowed=y

Pereira M. S., Dias, C. S., Janner, N. N., Crexi, V. T. (2018, 6 a 8 de Novembro). Reaproveitamento de resíduos: formulação de sabão em barras. [Trabalho Completo]. 10º Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão (SIEPE). Universidade Federal do Pampa, Santana do Livramento. https://guri.unipampa.edu.br/uploads/evt/arq_trabalhos/18215/seer_18215.pdf

Péla, J. J. (2014). Caracterização agronômica da aroeira (schinus terebinthifolius raddi) no município de São Mateus, no estado do Espírito Santo. Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro. https://uenf.br/posgraduacao/producao-vegetal/wp-content/uploads/sites/10/2014/09/Tese-Jadir-Vers%C3%A3o-final.pdf

Queiroz M. L. P., Alves, J. S., Terçariol, C. A. S. (2022). Avaliação da influência de excipientes na formulação de sabonete em barra contendo polpa de abacate (Persea americana). [Trabalho Completo]. XV Encontro de Iniciação Científica do Centro Universitário Barão de Mauá. https://api3.baraodemaua.br/media/23818/maria-laura-peron-queiroz.pdf

Rodrigues, G. O., Modro, N. R., Dalmolin, L. C., & Ribeiro, N. (2022). Impacto do descarte correto do óleo de cozinha: uso da dinâmica de sistemas para avaliação. Revista Prociências, 5(1). https://periodicos.ufpel.edu.br/index.php/prociencias/article/view/25962/19133

Sabesp. (s.d.). Programa de Reciclagem de Óleo. http://site.sabesp.com.br/site/fale-conosco/faq.aspx?secaoId=134&cid=28.

Salem, M. Z. M., El-Hefny, M., Ali, H. M., Elansary, H. O., Nasser, R. A., El-Settawy, A. A. A., El-Shanhorey, N., & Salem, A. Z. M. (2018). Antibacterial activity of extracted bioactive molecules of Schinus terebinthifolius ripened fruits against some pathogenic bacteria. Microbial Pathogenesis, (120), p. 119-127. https://doi.org/10.1016/j.micpath.2018.04.040

Santos, Í., Farias. J. C. D., Lima, T. L. S., & Queiroga, I. M. B. M. (2020). Essential oil extraction pink pepper (Schinus terebinthifolius Raddi) and determination of cytotoxicity and inhibitory count minimum. Research, Society and Development, 9(8). https://doi.org/10.33448/rsd-v9i8.6674.

Santos, C. C. L., Damasceno, M. R., Gonçalves, E. K. M., Dias, T. T. L., Silva, T. F. (2023). Desenvolvimento de sabonete em barra com manteigasde murumuru (Astrocaryummurumuru) e cupuaçu (Theobromagrandiflorum). Brazilian Journal of Development, 9(6), p. 19646–19661. https://doi.org/10.34117/bjdv9n6-062

Souza, L. T. D. (2021). Quantificação dos taninos das diferentes partes da Cenostigma nordestinum. Repositório Institucional UFRN. https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/37321

Uchimura, M. S. (2021). Dossiê Técnico. Serviço Brasileiro de Respostas Técnicas – SBRT. http://www.sbrt.ibict.br/dossie-tecnico/downloadsDT/Nzk=.

Publicado

2024-06-29

Como Citar

de Freitas Lopes, G., Alcantara Rocha Fernandes, N., & Cesar Dias, M. (2024). Componentes da aroeira para garantia da qualidade do sabão proveniente do óleo residual de fritura. Diversitas Journal, 9(2). https://doi.org/10.48017/dj.v9i2.3023

Artigos Semelhantes

1 2 3 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.