Infestação por Aedes (Stegomya) aegypti Linnaeus e Aedes (Stegomya) albopictus Skuse no peridomicílio urbano de Itacoatiara AM, Brasil

Autores

DOI:

https://doi.org/10.17648/diversitas-journal-v6i2-1365

Resumo

RESUMO: Arboviroses são doenças virais transmitidas aos humanos por vetores artrópodes com destaque para os dípteros culicídeos Aedes (Stegomya) aegypti Linnaeus e Aedes (Stegomya) albopictus Skuse, por serem incriminados na transmissão dos agentes etiológicos causadores da Dengue, Febre Amarela Urbana, Febre Chikungunya e Zica vírus. Este trabalho teve como objetivo inventariar quantitativamente Ae. aegypti e Ae. albopictus por meio de levantamentos larvais em peridomicílio urbano na cidade de Itacoatiara, Amazonas, Brasil, além de identificar quais são as áreas (bairros) de maior ocorrência de ambas as espécies e quais os tipos de recipientes mais utilizados como criadouros para o desenvolvimento das suas larvas e pupas. As coletas foram realizadas por busca ativa no período de janeiro e fevereiro de 2016. As coletas foram realizadas em 16 bairros e verificamos que Ae. aegypti encontra-se disperso em todos os locais visitados, a maior quantidade de imaturos ocorreu nos bairros mais populosos e com maior número de imóveis. Os criadouros preferenciais de Ae. aegypti foram os depósitos móveis como vasos, pratos, frascos com água, seguido por tambor, barril, cisternas e pelos lixos em geral. Foram coletadas larvas de Ae. albopictus em depósitos fixos como calhas, ralos e pneus.

PALAVRAS-CHAVE: Amazônia, arbovírus, repasto sanguíneo.

Downloads

Publicado

2021-05-30

Como Citar

Batista, F. A. J. C., Pinheiro, F. F., & Santos Neto, C. R. dos. (2021). Infestação por Aedes (Stegomya) aegypti Linnaeus e Aedes (Stegomya) albopictus Skuse no peridomicílio urbano de Itacoatiara AM, Brasil. Diversitas Journal, 6(2), 2192–2206. https://doi.org/10.17648/diversitas-journal-v6i2-1365