Experiências extensionistas no programa de educação pelo trabalho – PET Saúde Interprofissionalidade

Autores

DOI:

https://doi.org/10.48017/dj.v6i4.1617

Resumo

RESUMO: Introdução: O Programa de Educação pelo Trabalho - PET Saúde Interprofissionalidade (PET-Saúde) promove uma formação profissional centrada na interprofissionalidade e na integralidade do cuidado, caracterizando-se como instrumento para qualificação em serviço. Objetivo: Descrever a experiência de acadêmicos frente à aprendizagem compartilhada vivenciada através do programa de educação pelo trabalho para a saúde. Métodos: Trata-se de um estudo descritivo do tipo relato de experiência que visa descrever vivências de acadêmicos/monitores do PET-Saúde. A experiência ocorreu nos meses de maio a novembro de 2019, em uma unidade básica de saúde, localizada no segundo distrito sanitário de saúde de Maceió. Resultados: A análise dos resultados demonstra que conhecer a unidade de saúde, suas fragilidades, desafios e ações é crucial para formação profissional, necessitando que todos ficassem cientes do processo que vai desde a gestão até a assistência ao usuário. As experiências exitosas realizadas em campo foram divulgadas em eventos científicos, possibilitando a reflexão sobre as práticas nos serviços e intervenções eficazes adotadas nos contextos do Sistema único de Saúde.  Considerações finais: A inserção de estudantes na realidade profissional proporciona ganhos para os acadêmicos, para os serviços em saúde e com contribuições na comunidade científica.

PALAVRAS-CHAVE: Atenção primária à saúde, Assistência à saúde, Saúde Pública.

 

ABSTRACT: Introduction: The Education through Work Program - PET Saúde Interprofessionality (PET-Saúde) promotes professional training focused on interprofessionalism and comprehensive care, characterized as an instrument for in-service qualification. Objective: To describe the experience of academics facing the shared learning experienced through the education through work program for health. Methods: This is a descriptive study of the experience report type that aims at the experiences of academics / monitors of PET-Saúde. The experience takes place in the months of May to November 2019, in a basic health unit, located in the second health district of Maceió. Results: An analysis of the results of the demonstration that knowing the health unit, its weaknesses, challenges and actions is crucial for professional training, requiring everyone to be aware of the process that goes from management to user assistance. The successful experiences carried out in the field were disseminated at scientific events, enabling reflection on the practices in the services and actions taken in the contexts of the Health Unic System. Final considerations: The publication of students in the professional reality offers gains for academics, for health services and contributions to the scientific community.

KEYWORDS: Primary health care, Health care, Public health.

Referências

BERNARDINO, E. L. A. Aquisição de língua de sinais por crianças surdas e sua relação com o bilinguismo. Educ. foco, Juiz de Fora, v. 19 n. 2, p. 71-100 jul-out. 2014. Disponível em: https://www.ufjf.br/revistaedufoco/files/2015/07/Ed-Foco-v19-n2-jul14-out14-4%C2%AA-Boneca.pdf. Acesso em: 04 Jun. 2021.

BRASIL. (2011). Programa saúde na escola. Ministério da saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Brasília: Ministério da Saúde, 2011. 45p.

BUSS, P. M. Promoção e educação em saúde no âmbito da Escola de Governo em Saúde da Escola Nacional de Saúde Pública. Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 15, sup. 2, p. 177-185, 1999. Disponível em: https://www.scielo.br/j/csp/a/J9jLJyMYMcsDCBmQS5qBtsN/abstract/?lang=pt. Acesso em: 04 Jun 2021.

CLEMENTINO, F. S. et al. Acolhimento na Atenção Básica: Análise a partir da avaliação externa do programa de melhoria do acesso e da qualidade da Atenção Básica (Pmaq-Ab). Revista Saúde & Ciência Online, v. 4, n. 1, p. 62-80, 2015. Disponível em: https://rsc.revistas.ufcg.edu.br/index.php/rsc/article/view/241. Acesso em: 13 Jul. 2020.

FARIAS, D. N. et al. Interdisciplinaridade e interprofissionalidade na Estratégia Saúde da Família. Trabalho, Educação e Saúde, v. 16, n. 1, p. 141-162, 2018. Disponível em: https://www.scielo.br/j/tes/a/s8LvmxwJSDXWRNWsQt7JH3b/?lang=pt. Acesso em: 14 Jul 2020.

FARIAS, I. C. V. et al. Análise da Intersetorialidade no Programa Saúde na Escola. Rev. bras. educ. med., Pernambuco, v. 40, n. 2. abr-jun, 2016. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbem/a/39ZTRdxxTHwsQx5hCdjWzjB/?lang=pt. Acesso em: 04 Jun. 2021.

FARIAS, L. et al. Integração ensino-serviço-comunidade nos cenários de práticas na formação interdisciplinar em Saúde: uma experiência do Programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde (PET-Saúde) no sul da Bahia, Brasil. Interface- Comunicação, Saúde, Educação, v. 22, p. 1257-1266, 2018. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/icse/v22n67/1807-5762-icse-1807-576220170226.pdf. Acesso em: 15 Jul. 2020.

FAZENDA, I. C. A. Interdisciplinaridade: história, teoria e pesquisa. Papirus, 1994.

FERNANDES, A. G. S.; FONSECA, A. B. C.; SILVA, A. A. Alimentação escolar como espaço para educação em saúde: percepção das merendeiras do município do Rio de Janeiro, Brasil. Ciência & Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 19, n.1, p. 39-48, 2014. Disponível em: https://www.scielo.br/j/csc/a/nrDd5YjpkBJTGKdcfdnzNmG/?format=pdf&lang=pt . Acesso em: 04 Jun. 2020.

GOMES, R.; MENDONÇA, E. A.; PONTES, M. L. As representações sociais e a experiência da doença. Cadernos de Saúde Pública, v. 18, p. 1207-1214, 2002. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2002000500013. Acesso em: 15 Jul. 2020.

MENDES, E. V. et al. O cuidado das condições crônicas na atenção primária à saúde: o imperativo da consolidação da estratégia da saúde da família. Organização Pan-Americana da Saúde, 2012. Disponível em: https://iris.paho.org/handle/10665.2/49107. Acesso em: 15 Jul. 2020.

MINAYO, M. C. S. O desafio do conhecimento científico: pesquisa qualitativa em saúde. 2a edição. São Paulo/Rio de Janeiro: Hucitec-Abrasco, 1993.

MOREIRA, A. S. et al. Apoio matricial e o projeto terapêutico Singular no cuidado em saúde mental. Revista Extensão, v. 2, n. 19, 2021. Disponível em: https://www2.ufrb.edu.br/revistaextensao/components/com_chronoforms5/chronoforms/uploads/edicao/20210412105431_Revista-Extensao-vol2-19.pdf. Acesso em: 03 jun. 2021.

SILVA, S. L. et al. Estratégia educacional baseada em problemas para grandes grupos: relato de experiência. Revista Brasileira de Educação Médica, v. 39, n. 4, p. 607-613, 2015. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1981-52712015v39n4e02312013. Acesso em: 15 Jul. 2020.

SIQUEIRA, A. S. N. Surdez, linguagem e educação: quem ouve o sujeito surdo?. Dissertação (Mestrado em Letras) - Universidade Federal do Amazonas, 2015. Disponível em: https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/4821. Acesso em: 04 Jun. 2021.

SOUTO, T. S.; BATISTA, S. H.; ALVES BATISTA, N. A educação interprofissional na formação em Psicologia: olhares de estudantes. Psicol. cienc. prof., v. 34, n. 1, p. 32-45, 2014. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S1414-98932014000100004. Acesso em: 15 Jul. 2020.

Downloads

Publicado

2021-10-19

Como Citar

Vasconcelos, L. D. S. de, Moreira, A. da S., Ferreira, J. M. B., Gomes, S. P., & Silva, F. C. da. (2021). Experiências extensionistas no programa de educação pelo trabalho – PET Saúde Interprofissionalidade. Diversitas Journal, 6(4), 3988–4000. https://doi.org/10.48017/dj.v6i4.1617

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)