Ensino remoto na Educação Básica: convicções sobre as aulas de Química na pandemia de COVID-19

Autores

DOI:

https://doi.org/10.48017/dj.v7i3.1864

Palavras-chave:

Pandemia, Aulas remotas, Educação

Resumo

A pandemia da COVID-19 vem trazendo grandes reflexões e transformações a respeito de várias temáticas e em diferentes setores. No âmbito educacional, as aulas remotas, que já vinham ganhando espaço no meio acadêmico, hoje se tornam a principal ‘modalidade’ de ensino. Este trabalho buscou avaliar as concepções de estudantes e da professora acerca do ensino remoto, especificamente na disciplina de química, neste período de pandemia, bem como a (in)satisfação dos alunos e as possíveis adversidades inerentes à nova realidade. Além disso, buscou-se ter conhecimento sobre como está sendo o ensino-aprendizagem dos estudantes na disciplina de Química. A metodologia empregada para produção deste artigo foi uma pesquisa qualitativa nomeada estudo de caso, já que foram apanhados dados e feitas suas análises. Para obter os resultados, foi utilizado um questionário, tanto para a professora como para os alunos. Tais resultados comprovam o que foi proposto para análise. É nítido que a interação entre alunos e professores ficou comprometida. Além disso, foi esboçado uma desmotivação muito grande por parte dos alunos para com as aulas de Química. Por todas essas comprovações, fica claro que, com a chegada da COVID-19, intensificou-se ainda mais a necessidade de uma educação de qualidade.

Métricas

Carregando Métricas ...

Referências

Alves, L. (2020). Educação remota: entre a ilusão e a realidade. Interfaces Científicas-Educação, v. 8,

n. 3, p. 348-365.

Brasil. (2020). Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Proposta de parecer sobre

reorganização dos calendários escolares e realização de atividades pedagógicas não presenciais durante o período de pandemia da COVID-19. 28 de abril de 2020. Brasília, DF.

Chagas, A. T. R. (2000). O questionário na pesquisa científica. Administração on line, v. 1, n. 1, p. 25.

Dessen, M. A., & Polonia, A. C. (2007). A família e a escola como contextos de desenvolvimento

humano. Paidéia (Ribeirão Preto), v. 17, n. 36, p. 21-32.

BRASIL. (2020). Ensino a distância na Educação Básica frente à pandemia da

Covid-19. Todos pela Educação: Nota Técnica. Acesso em 03 dez. 2020.

Gil, A. C. (2009). Estudo de caso. Atlas.

Oliveira, C. C. B. (2019). A reinvenção das relações de consumo a partir da caracterização do acesso à

internet como direito fundamental. Revista Científica Disruptiva, v. 1, n. 2, p. 39-55, jul.-dez.

Oliveira, V. H. N. (2020). “O ANTES, O AGORA E O DEPOIS”: ALGUNS DESAFIOS PARA A

EDUCAÇÃO BÁSICA FRENTE À PANDEMIA DE COVID-19. Boletim de Conjuntura (BOCA), v. 3, n. 9, p. 19-25.

Sales, M. F., Souza, G. A. P., Silva, A. A., & Silva, K. L. (2018). Um jogo didático para o ensino de

química: uma proposta alternativa para o conteúdo de equilíbrio químico. SOUTH AMERICAN Journal of Basic Education, Technical and Technological, v. 5, n. 2, p. 125-137.

Schimiguel, J., Fernandes, M. E., & Okano, M. T. (2020). Investigando aulas remotas e ao vivo através

de ferramentas colaborativas em período de quarentena e Covid-19: relato de experiência. Research, Society and Development, v. 9, n.9, p. 1-22.

Souza, G. H. S., Lima, N. C., Marques, Y. B., Liberato, L. P., Santos, A. P. S., & Júnior, G. P. (2020).

Reações Prospectivas de Estudantes Frente aos Estudos Remotos ou a Distância durante a Pandemia da COVID-19. Revista Brasileira de Aprendizagem Aberta e a Distância, v. 19, n. 1, p. 2-28.

Soares, R. J. O. (2021). COVID-19 e Riscos Psicossociais: um alerta sobre o Suicídio. Brazilian Journal

of Health Review,v. 4, n.1, p 1859-1870 jan.-feb., 2021.

Arquivos adicionais

Publicado

2022-07-02

Como Citar

Silva, J. I. da, Santos, L. S. dos ., Oliveira, E. da S., Natividade, J. dos S., Santos, V. da S., Lima, L. J. F. de ., & Silva, J. A. da . (2022). Ensino remoto na Educação Básica: convicções sobre as aulas de Química na pandemia de COVID-19. Diversitas Journal, 7(3). https://doi.org/10.48017/dj.v7i3.1864

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)