Seleção de Colônias de Apis mellifera por meio da avaliação do comportamento higiênico

Autores

  • Laécio dos Santos Farias Universidade Federal do Recôncavo da Bahia. Cruz das Almas, Ba, Brasil
  • Milena Conceição de Jesus Universidade Federal do Recôncavo da Bahia. Cruz das Almas, Ba, Brasil
  • Vitor Castor Modesto Universidade Federal do Recôncavo da Bahia. Cruz das Almas, Ba, Brasil
  • Miriam Monteiro da Costa Universidade Federal do Recôncavo da Bahia. Cruz das Almas, Ba, Brasil
  • Ediane Rodrigues Brito Universidade Federal do Recôncavo da Bahia. Cruz das Almas, Ba, Brasil
  • Emmanuel Emydio Gomes Pinheiro Universidade Federal do Recôncavo da Bahia. Cruz das Almas, Ba, Brasil
  • Carlos Alfredo Lopes de Carvalho Universidade Federal do Recôncavo da Bahia. Cruz das Almas, Ba, Brasil

DOI:

https://doi.org/10.48017/dj.v9i1.2757

Palavras-chave:

Apicultura, sanidade apícola, mecanismo de defesa

Resumo

O comportamento higiênico é uma característica importante das abelhas sociais e envolve a capacidade de detectar e remover crias doentes ou mortas da colmeia. Essa habilidade é crucial para o controle de doenças e parasitas que podem afetar a saúde da colônia. As abelhas que exibem comportamento higiênico têm maior resistência a doenças e maior produtividade. A compreensão desse comportamento pode ajudar na seleção de abelhas mais resistentes e no desenvolvimento de estratégias de manejo mais eficazes para a apicultura. Este estudo tem como objetivo identificar colônias de Apis mellifera com comportamento higiênico, em um plantel de colônias selvagens. A pesquisa foi realizada no Núcleo de Pesquisa dos Insetos, (INSECTA), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB). Foram avaliadas 16 colônias provenientes de captura de enxames selvagens e instaladas em caixas padrão Langstroth. A avaliação do comportamento higiênico foi por meio do método da perfuração das crias, com posterior avaliação da taxa de remoção das crias mortas em 24 horas após a perfuração. Esse procedimento foi realizado três vezes e as colônias que removeram acima de 80 % das crias mortas em pelo menos duas vezes foram consideradas higiênicas. Todas as colônias avaliadas no experimento apresentaram índices médios elevados (acima de 80%) de comportamento higiênico, sendo consideradas colônias higiênicas. Dessa forma, as 16 colônias avaliadas podem ser utilizadas em programas de melhoramento do plantel. Possivelmente, a troca frequente de rainhas na busca de colônias saudáveis e mais produtivas em apiários comerciais na região, favoreceu a produção de enxames selvagens higiênicos, o que pode justificar os resultados obtidos neste estudo.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Laécio dos Santos Farias, Universidade Federal do Recôncavo da Bahia. Cruz das Almas, Ba, Brasil

0000-0002-7568-6065; Universidade Federal do Recôncavo da Bahia. Cruz das Almas, Ba, Brasil. farias.lae@aluno.ufrb.edu.br.

Milena Conceição de Jesus, Universidade Federal do Recôncavo da Bahia. Cruz das Almas, Ba, Brasil

0009-0002-4870-9441; Universidade Federal do Recôncavo da Bahia. Cruz das Almas, Ba, Brasil. milenaconceicao772@gmail.com

Vitor Castor Modesto, Universidade Federal do Recôncavo da Bahia. Cruz das Almas, Ba, Brasil

0009-0000-2883-2616; Universidade Federal do Recôncavo da Bahia. Cruz das Almas, Ba, Brasil. vitor.castor@outlook.com

Miriam Monteiro da Costa, Universidade Federal do Recôncavo da Bahia. Cruz das Almas, Ba, Brasil

0000-0002-0360-3435; Universidade Federal do Recôncavo da Bahia. Cruz das Almas, Ba, Brasil.  costa.monteiromc@gmail.com.

Ediane Rodrigues Brito, Universidade Federal do Recôncavo da Bahia. Cruz das Almas, Ba, Brasil

0000-0003-2236-1045; Universidade Federal do Recôncavo da Bahia. Cruz das Almas, Ba, Brasil. ediane.agroeco@gmail.com.

Emmanuel Emydio Gomes Pinheiro, Universidade Federal do Recôncavo da Bahia. Cruz das Almas, Ba, Brasil

0000-0002-6302-2085; Universidade Federal do Recôncavo da Bahia. Cruz das Almas, Ba, Brasil. emmanuel.pinheiro@gmail.com

Carlos Alfredo Lopes de Carvalho, Universidade Federal do Recôncavo da Bahia. Cruz das Almas, Ba, Brasil

0000-0002-3306-3003; Universidade Federal do Recôncavo da Bahia. Cruz das Almas, Ba, Brasil. calfredo@ufrb.edu.br

Referências

Bogdanov, S. (2006). Contaminants of bee products. Apidologie, 37: 1-18. Calderón, R.A.; Van Veen, J.W.; Sommeijer, M.J. and Sanchez, L.A. 2010. Reproductive biology of Varroa destructor in Africanized honey bees. Exp Appl Acarol, 50: 281-297.

Carneiro, F. E.; Torres, R.R.; Strapazzon, R.; Ramírez, S.A.; Guerra Junior,J.C.V.; Koling, D.F. and Moreto, G. (2007). Changes in the reproductiveability of the mite Varroa destructor (Anderson e Trueman) in Africanizedhoney bees (Apis mellifera L.) (Hymenoptera: Apidae) coloniesin Southern Brazil. Neotrop Entomol, 36: 949-952.

Carvalho, J.C. Avaliação de esporos (2004). Paenibacillus larvae subsp. larvae em mel de apiários do estado do Piauí e de métodos de detecção. Dissertação (Mestrado em Entomologia), Universidade Federal de Viçosa. 39p.

Castagnino, G.L.B. e Orsi, R.O. (2012). Produtos naturais para o controle do ácaro Varroa destructor em abelhas africanizadas. Pesquisa Agropecuária Brasileira, 47: 738-744.

DE JONG, D.; MORSE, R. A.; EICKWORT, G. E. (1982) Mite pests of honey bees. A. Rev. Ent. 27: 229–252

Duay, P., De Jong, D. and Engels, W (2003). Weight loss in drone pupae (Apis mellifera) multiply infested by Varroa destructor mites. Apidologie, 34: 61-65.

Giannini, T. C.; Cordeiro, G. D.; Freitas, B. M.; Saraiva, A. M.; Imperatriz-Fonseca, V. L (2015). The dependence of crops for pollinators and the economic value of pollination in Brazil. Pollination in Brazil. Journal of Economic Entomology. v. 108, n. 3, p. 849-857.

Gonçalves, J. C.; Message, D.; Teixeira, A. B.; Pereira, F. M.; Lopes, M. T. R(2015). Comportamento higiênico em abelhas africanizadas. Teresina: Embrapa Meio-Norte, Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento Nº 82, 20 p.

Gramacho, K. P.; Gonçalves, L. S (1994). Estudo comparativo dos métodos de congelamento e perfuração de crias para avaliação do comportamento higiênico em abelhas africanizadas. In: CONGRESSO LATINOIBEROAMERICANO DE APICULTURA, 4. Anais. Cordoba-Argentima, 1994. p. 45.

Gramacho, K. P.; Golçanves, L. S.; Rosenkranz, P.; De Jong, D. (1999). Influence of body fluid from pin-killed honey bee pupae on hygienic behavior. Apidologie, v. 30, n. 5, p. 367-374.

Imperatriz-Fonseca, V.L.; Saraiva, A. M.; Canhos, D. A. L.; Alves, D. A. (Org.)(2012). Polinizadores no Brasil: Contribuição e perspectivas para biodiversidade, uso sustentável, conservação e serviços ambientais. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 477p.

Le Conte, Y.; Navajas, M. (2008). Climate change: impact on honey bee populations and diseases. Revue Scientifique et Technique-Office International des Epizooties, v. 27, n. 2, p. 499-510.

Lodesani, M. (2004). Control strategies against Varroa mites. Parassitologia, 46: 277-279.

Martinez, O. A.; Soares, A. E. E. (2012). Melhoramento genético na apicultura comercial para produção da própolis. Revista Brasileira de Saúde e Produção Animal, Salvador, v.13, n.4, p.982-990.

Mcaffee, A.; Chapman, A.; Lovinella, I.; Gallagher-Kurtzke, Y.; Collins, T. F.; Higo, H.; Madilao, L. L.; Pelosi, P.; Foster, L. J. (2018). A death pheromone, oleic acid, triggers hygienic behavior in honey bees (Apis mellifera L.). Scientific Reports, v. 8, id.5719.

Michalczykm, M.; Sokol, R. (2014). Nosemosis in honey bees. Polish Journal of Natural Science, v. 29, n. 1, p. 91-99.

Murilhas, A.; Casaca, J (2004). Conviver com a varroa em Portugal. Ministério da Agricultura, do Desenvolvimento Rural e das Pescas. Universidade de Évora. Agro 354/01, 32 p.

Nascimento, W. M; Gomes, E. M. L; Batista, E. A; Freitas, R. A (2012). Utilização de agentes polinizadores na produção de sementes de cenoura e pimenta doce em cultivo protegido. Horticultura Brasileira, v. 30, n. 3, p. 494-498.

Olinto, F. A.; DA Silveira, D. C.; Lima, D. C.; Maracajá, P. B (2015). Comportamento higiênico em colmeias de Apis mellifera L. africanizadas no Sertão da Paraíba. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, v. 10, n. 3, p. 08-12..

Oliveira, ML de; Cunha, J. A. Abelhas africanizadas Apis mellifera scutellata Lepeletier, (1836) (Hymenoptera: Apidae: Apinae) exploram recursos na floresta amazônica. Acta Amazônica, v. 35, n. 3, p. 389-394.

Palacio, A.; Figini, E.; Rodriguez, E. y Ruffinengo, S. (1996). Evaluación de distintos métodos utilizados para estimar el comportamiento higiénico en la abeja melífera. 50 Congreso Ibero Latinoamericano de Apicultura, Mercedes. UR.

Palacio, M.A., Rodriguez, E., Gonçalves, L., Bedascarrasbure, E., Spivak, M. (2010). Hygienic behaviors of honey bees in response to brood experimentally pin-killed or infected with Ascosphaera apis. Apidologie. 41(1). p 602–612.

Reybroeck, W.; Daeseleire, E.; De Brabander, H. F.; Herman, L. (2012). Antimicrobials in beekeeping. Veterinary Microbiology, v. 158, n. 1-2, p. 1-11, 2012.

Rosenkranz, P.; Aumeiera, P.; Ziegelmann, B. (2010). Biology and control of Varroa destructor. Journal of Invertebrate Pathology, v. 103, n. suppl 1, p. S96-119, 2010.

Rothenbuhler, W. C. Behaviour genetics of nest cleaning in honey bees. IV. Responses of F1 and backcross generations to disease-killer brood. American ENCICLOPÉDIA BIOSFERA, Centro Científico Conhecer - Goiânia, v.11 n.22; p. 2012913 5 Zoology, v.4, p.111-123, 1964.

SEI - Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia. Tipologia climática köppen. Disponível em: <https://www.sei.ba.gov.br/site/geoambientais/mapas/pdf/tipologia a_climatica _segundo_koppen_2014.pdf>. Acesso em: 21 abr 2023.

Silva, A. L. S.; Sosnowski, L. A.; Velho, N. M. R. (2006). Avaliação preliminar do comportamento higiênico sanitário em colmeia da empresa SER Apis, coletadas no Vale do Paraíba. In: X Encontro Latino Americano de Iniciação Científica e VI Encontro Latino Americano de Pós-Graduação. Anais do VI Encontro Latino Americano de Pós-Graduação, São José dos Campos-SP.

Souza, D. L.; Evangelista-Rodrigues, A.; De Caldas Pinto, M. S. (2007). As abelhas como agentes polinizadores. REDVET. Revista electrónica de Veterinária, v. 8, n. 3.

Tentcheva, D.; Gauthier, L.; Bagny, L.; Fievet, J.; Dainat, B.; Cousserans,F.; Colin, M.E. and Bergoin, M. (2006). Comparative analysis of deformedwing virus (DWV) RNA in Apis mellifera and Varroa destructor. Apidologie, 37: 41-50.

Downloads

Publicado

2024-01-29

Como Citar

Farias, L. dos S., de Jesus, M. C., Modesto, V. C., da Costa, M. . M., Brito, E. R., Pinheiro, E. E. G., & de Carvalho, C. A. L. (2024). Seleção de Colônias de Apis mellifera por meio da avaliação do comportamento higiênico. Diversitas Journal, 9(1). https://doi.org/10.48017/dj.v9i1.2757