Fake News sobre COVID-19 no Brasil: Uma revisão integrativa

Autores

  • Gleiziane de Souza Braz Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia de Pernambuco https://orcid.org/0000-0001-7675-0308
  • Gabrielly Vitória Bezerra de Vasconcelos Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia de Pernambuco https://orcid.org/0000-0003-3126-3359
  • Everton Cordeiro de Amorim Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia de Pernambuco
  • Maria Adriele dos Santos Silva Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Pernambuco https://orcid.org/0000-0002-9404-3014
  • Laura Gabriele Costa Neves Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia de Pernambuco https://orcid.org/0000-0002-7407-8332
  • Ivanise Brito da Silva Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Pernambuco

DOI:

https://doi.org/10.48017/dj.v7i1.1968

Resumo

Na pandemia provocada pelo coronavírus observou-se que os meios de comunicação foram responsáveis por difusão de informações para a população. Objetivo: Analisar o impacto das fake News no Brasil sobre COVID-19. Metodologia: Trata-se de uma revisão integrativa, onde foram analisadas publicações brasileiras, disponíveis nas bases de dados BVS, LILACS e Periódico CAPES, publicados entre 2020 e 2021. Resultados e discussão: As principais redes sociais que disseminam a desinformação no Brasil são: WhatsApp®, Facebook®, e Twitter®. O conteúdo mais presente nas fake News aborda aspectos relacionados a tratamentos inapropriados, desmotivando as medidas eficazes. Além disso, as notícias falsas têm atingido a vacinação gerando medo e desconfiança da população frente a adesão da vacina.  Conclusão: As redes sociais são grandes aliadas da disseminação de notícias falsas. Faz-se necessário a realização de políticas educacionais, que consigam de maneira clara e objetiva informar a população utilizando diferentes técnicas de educação em saúde.

Referências

BARCELOS, Thainá do Nascimento de; MUNIZ, Luíza Nepomuceno; DANTAS, Deborah Marinho; COTRIM JUNIOR, Dorival Fagundes; CAVALCANTE, João Roberto; FAERSTEIN, Eduardo. Análise de fake news veiculadas durante a pandemia de COVID-19 no Brasil. Revista Panamericana de Salud Publica, v. 45, n. 65, p. 2-8, 2021. Disponível em: https://doi.org/10.26633/RPSP.2021.65

BAVEL, Jay J. Van; PEREIRA, Andrea. The Partisan Brain: An Identity-Based Modelo f Political Belief. Trends in Cognitive Sciences, v. 22, n. 3, p. 213-224, 2018. Disponível em: https://doi.org/10.1016/j.tics.2018.01.004.

BIANCOVILLI, Priscila; MAKSZIN, Lilla; JURBERG, Claudia. Desinformação nas redes sociais durante a nova pandemia de coronavírus: um estudo de caso quali-quantitativo do Brasil. BMC Public Health v. 21, n. 1200, p. 2-10, 2021. Disponível em: https://doi.org/10.1186/s12889-021-11165-1. Acesso em: 09 nov. 2021;

CAETANO, Karina; NISHIDA, Lucas; TAVARES, Raquel; KOSTER, Isabella. Desafios para o trabalho da disseminação científica em saúde pública em contexto de disseminação do coronavírus. Revista Eletrônica de Comunicação, Informação & Inovação em Saúde, v. 15, n. 1, p. 233-248, 2021. Disponível em: https://doi.org/10.29397/reciis.v15i1.2202.

CARDOSO, Cristina Ribeiro de Barros; FERNANDES, Ana Paula Moraes; SANTOS, Isabel Kinney Ferreira de Miranda. What happens in Brazil? A pandemic of misinformation that culminates in an endless disease burden. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, v. 54, p. 1-2, 2020. Disponível em: https://doi.org/10.1590/0037-8682-0713-2020.

DELMAZO, Caroline; VALENTE, Jonas C. L. Fake news nas redes sociais online: propagação e reações à desinformação em busca de cliques. Media & Jornalismo, v. 18, n. 32, p. 155-169, 2018. Disponível em: https://doi.org/10.14195/2183-5462_32_11fake.

DOMINGUES, Larissa. Infodemia: uma ameaça à saúde pública global durante e após a pandemia de Covid-19. Revista Eletrônica de Comunicação, Informação e Inovação em Saúde, v. 15, n. 1, p. 12-17, 2021. Disponível em: https://doi.org/10.29397/reciis.v14i4.2237.

FALCÃO, Paula; SOUZA, Aline Batista de. Pandemia de desinformação: as fake news no contexto da covid-19 no brasil. Revista Eletrônica de Comunicação, Informação e Inovação em Saúde, v. 15, n. 1, p. 55-71, 2021. Disponível em: https://doi.org/10.29397/reciis.v15i1.2219.

FONSECA, Murilo Noli da; FERENTZ, Larissa Maria da Silva; COBRE, Alexandre de Fátima; MOMADE, Danilo Raul Ossufo; GARCIAS, Carlos Mello. Avaliação do nível de percepção dos riscos de infecção pelo SARS-CoV-2 e da acessibilidade a informações sobre a Covid-19 no Brasil. Revista Eletrônica de Comunicação, Informação & Inovação em Saúde, v. 15, n. 2, p. 379-396, 2021. Disponível em: www.reciis.icict.fiocruz.br.

FREDERIKSEN, Lea Skak Filtenborg; ZHANG, Yibang; FOGED, Camilla; THAKUR, Aneesh. The Long Road Toward COVID-19 Herd Immunity: Vaccine Platform Technologies and Mass Immunization Strategies. Frontiers in Immunology, v. 11, n. 1817, p. 1-25, 2020. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC7385234/.

GALHARDI, Cláudia Pereira; FREIRE, Neyson Pinheiro; MINAYO, Maria Cecília de Souza; FAGUNDES, Maria Clara Marques. Fato ou Fake? Uma análise da desinformação frente à pandemia da Covid-19 no Brasil. Ciência & Saúde Coletiva, v. 25, n. 2, p. 4201-4210, 2020. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1413-812320202510.2.28922020.

GARCÍA-SAISÓ, Sebastián; MARTI Myrna; BROOKS, Ian; CURIOSO H, Walter; GONZÁLEZ Diego; MALEK Victoria, et al. Infodemia en tiempos de COVID-19. Rev Panam Salud Publica., v.45, p. 1-2. Disponível em: https://doi.org/10.26633/RPSP.2021.89.

GIORGIANI, Mariana; VALENTE, Hiléia Carolina de Oliveira; PERISSATO, Izabela Lima; FARIA, Larissa Fernanda de Deus; ROCHA, Máyra Bernardes; COSTA, Luiz Carlos Gebrim de Paula; LIMONGI, Jean Ezequiel; OLIVEIRA, Stefan Vilges de. O impacto das fake news na pesquisa científica: relato de experiência. Revista de Saúde Digital e Tecnologias Educacionais, v. 5, n. 3, p. 1-15, 2020. Dispónível em: https://doi.org/10.36517/10.36517/resdite.v5.n3.2020.re1.

MAMEDE, Walner. Quarentena da COVID-19 no Brasil: necessidade ou política do excesso contra o desconhecido? Uma crítica ao plano brasileiro de contingência, frente às orientações do relatório do Imperial College Team. Revista Sustinere, v. 8, n. 1, p. 274-299, 2020. Disponível em: https://doi.org/10.12957/sustinere.2020.50902. Acesso em: 28 mai. 2021;

MATOS, Rafael Christian de. Fake news frente a pandemia de COVID-19. Vigilância Sanitária em Debate, v. 8, n. 3, p. 78-85, 2020. Disponível em: https://doi.org/10.22239/2317-269x.01596.

MENDES, Karina Dal Sasso; SILVEIRA, Renata Cristina Campos Pereira; GALVÃO, Cristina Maria. Revisão integrativa: método de pesquisa para a incorporação de evidências na saúde e na enfermagem. Texto & Contexto Enfermagem, v. 17, n. 4, p. 758-64, 2008. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0104-07072008000400018.

MODESTO, João Gabriel; ZACARIAS, Daniel Oliveira; GALLI, Luccas Moraes; NEIVA, Beatriz do Amaral. COVID-19 and attitudes toward social isolation: The role of political orientation, morality, and fake news. Estud. psicol. (Natal), v. 25, n. 2, p. 124-132, 2020. Disponível em: http://dx.doi.org/10.22491/1678-4669.20200013.

MOHER, D. et al. Preferred reporting items for systematic reviews and meta-analyses: the PRISMA statement. PLoS Med, v. 6, n. 7, p: e1000097, 2009. doi: 10.1371 / journal.pmed.1000097;

MUELLER, Suzana P. M. Popularização do conhecimento científico. Revista de Ciência da Informação, v. 3, n. 2, p. 1-11, 2002. Disponível em: https://repositorio.unb.br/handle/10482/990.

OLIVEIRA, Anselmo Gomes de; SILVEIRA, Dâmaris; Desenvolvimento de vacinas contra COVID-19. Cooperação ou competição internacional? Infarma - ciências farmacêuticas, v. 32, n. 3, p. 175-178. Disponível em: http://dx.doi.org/10.14450/2318-9312.v32.e3.a2020.pp175-178.

PAULA, Lorena Tavares de; SILVA, Tiago dos Reis Soares da; BLANCO, Yuri Augusto. Pós-verdade e Fontes de Informação: um estudo sobre fake news. Conhecimento em ação, v. 3, n. 1, p. 93-110, 2018. Disponível em: https://doi.org/10.47681/rca.v3i1.16764.

RÊGO, Ana Regina. A construção intencional da ignorância na contemporaneidade e o trabalho em rede para combater a desinformação. Revista Eletrônica de Comunicação, Informação e Inovação em Saúde, v. 15, n. 1, p. 221-232, 2021. Disponível em: https://doi.org/10.29397/reciis.v15i1.2293. Acesso em: 28 mai. 2021;

SANTOS, Cristina Mamédio da Costa; PIMENTA, Cibele Andrucioli de Mattos; NOBRE, Moacyr Roberto Cuce (2007). A estratégia PICO para a construção da pergunta de pesquisa e busca de evidências. Revista Latino-Americana De Enfermagem, 15(3), 508-511. https://doi.org/10.1590/S0104-11692007000300023;

SANTOS, Eduardo Solano Pina dos; ANDRADE, Camila Moreira, BOHOMOL, Elena. Prática da automedicação entre estudantes de ensino médio. Cogitare enfermagem. v. 24, p. 1-10, 2019. Disponível em: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v24i0.61324. Acesso em 31 mar. 2020;

SILVA, Felipe Gustavo Soares da; ARAÚJO JÚNIOR, Anastácio Borges de. Alegoria da Caverna, o Desejo e a Verdade. Perspectiva Filosófica, vol. 44. n. 2, p. 38-46, 2017. Disponível em: https://doi.org/10.51359/2357-9986.2017.241172.

SONG, Peipei; KAROKO, Takashi. COVID-19: Real-time dissemination of scientific information to fight a public health emergency of international concern. Biosci Trends, v. 14, n. 1, p. 1-2, 2020. Disponível: https://doi.org/10.5582/bst.2020.01056.

SOUSA JÚNIOR, João Henrique de; RAASCH, Michele; SOARES, João Coelho; RIBEIRO, Letícia Virgínia Henriques Alves de Sousa. Da Desinformação ao Caos: uma análise das Fake news frente à pandemia do Coronavírus (COVID-19) no Brasil. Cadernos de Prospecção, v. 13, n. 2, p. 331-346, 2020. Disponível em: https://doi.org/10.9771/cp.v13i2%20COVID-19.35978.

Arquivos adicionais

Publicado

2022-01-01

Como Citar

Braz , G. de S., Bezerra de Vasconcelos , G. V., Cordeiro de Amorim , E. ., dos Santos Silva , M. A. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . ., Costa Neves , L. G. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . ., & Silva, I. B. da. (2022). Fake News sobre COVID-19 no Brasil: Uma revisão integrativa. Diversitas Journal, 7(1), 2335–2345. https://doi.org/10.48017/dj.v7i1.1968